ago
19
Postado em 19-08-2009
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 19-08-2009 14:35

João e Wagner: reaproximação preocupa Geddel
jowagner

Deu no jornal
==============================================
Em matéria assinada perla dupla de repórteres da editoria de Política, Patrícia França e Lilian de Souza, o jornal A TARDE publica em sua edição impressa desta quarta-feira), reportagem sobre a saída do PMDB da base do governo Jaques Wagner, e as consequências na nova arrumação do tabuleiro da política, do poder e do governo do Estado, cujo primeiro reflexo aparente é “o atrito entre o ministro Geddel Vieira Lima (Integração Nacional) e o prefeito de Salvador, João Henrique, segunda maior liderança do PMDB na Bahia”, de acordo com A TARDE.

A matéria assinala que no último domingo, o ministro (Geddel) pleiteou mais duas secretarias no governo municipal, a fim de contemplar o ex-secretário estadual e peemedebista Batista Neves (Infraestrutura) e um outro quadro político que seria indicado pelo deputado federal Severiano Alves (PDT).

A movimentação de Geddel, que é candidato ao governo do Estado em 2010, seria uma forma de evitar a consolidação da aliança entre Wagner e o PDT, que já tem duas secretarias na prefeitura e cuja adesão ao governo petista vem sendo negociada diretamente pele ministro do Trabalho Carlos Luppi, presidente nacional da legenda, adianta a reportagem de Patrícia e Lilian.

Segundo A TARDE, o fato teria sido relatado pelo próprio João Henrique ao governador Jaques Wagner (PT), em encontro realizado na segunda-feira, 17, na Governadoria, onde o peemedebista foi tratar de assuntos administrativos, como o Canal do Imbuí e o novo sistema viário do projeto Copa 2014. Fonte qualificada confirmou que houve a discussão no PMDB sobre a ocupação de mais espaço para o PDT.

Outra fonte, esta próxima do governador, informou a A TARDE , segundo está no texto das duas repórteres, detalhes da conversa de Wagner com o prefeito. Segundo a fonte, João teria revelado que Geddel justificou o pedido, temendo prejuízos no processo de cooptação de aliados à sua candidatura ao governo do Estado.

João e Geddel negam – Ouvidos na reportagem de A TARDE, tanto o prefeito João Henrique quanto o ministro Geddel negaram o episódio. “Isso é plantação do governo. Eu não pedi cargo nenhum, eu tenho o espaço do PMDB no governo municipal. Temos quatro secretarias. Quem está fazendo galinha gorda com cargos é o governador. Não tive desentendimento nenhum com o prefeito João Henrique”, retrucou o ministro da Integração.

Tempo quente promete a política baiana nos próximos dias, já se vê. Na capital e no interior não se fala em outra coisa.

(Postada por Vitor Hugo Soares, com informações de A TARDE)
==============================================
Leia íntegra da reportagem no jornal A Tarde
==============================================

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos