ago
15
Posted on 15-08-2009
Filed Under (Multimídia) by vitor on 15-08-2009


Woodstock vive, 40 anos depois. Sugestão de Regina Soares, San Francisco, Califórnia- 2009.

ago
15
Posted on 15-08-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 15-08-2009

Michael insepulto/ Imagem ABC (Madri)
corpo
====================================================
O corpo de Michael Jackson se encontra em uma câmara frigorífica do cemitério de Forest Lawn, em Hollywood Hills, à espera de ser sepultado, segundo informa neste sábado (15), o site TMZ, especializado em notícias sobre celebridades, primeiro veículo de comunicação a noticiar a morte do rei do pop.

Segundo TMZ, a mãe do artista visita regularmente a sepultura provisória de Michael. De acordo com as informações do site de famosos de Hollywood, o irmão Jermaine quer enterrar o rei do pop no rancho de Neverland, a uns 150 Km a noroeste de Los Angeles, algo que horroriza a família porque Jackson não queria  mais saber nada sobre essa propriedade depois dos inquéritos e julgamentos por abusos de menores.

Por sua parte, o pai de Michael Jackson expresou seu desejo de enterrar o filho em Las Vegas. Pretendia trasladar a casa onde Michael Jackson viveu em seu rancho de Neverland, e voltar a levanta-la em Las Vegas para converter o lugar em um centro de peregrinação de fãs, como é Graceland para os seguidores de Elvis Presley.

(Postada por: Vitor Hugo Soares, com informações de TMZ (Los Angeles) e ABC (Madri)

ago
15
Posted on 15-08-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 15-08-2009

Souto: pontinho precioso
souto
=================================================
Deu na coluna

Com o título “Pesquisa em bom momento para Souto”, o jornalista político Ivan de Carvalho publica em sua coluna deste sábado (15), na Tribuna da Bahia, artigo em que analisa os dados da pesquisa Vox Populi, encomendada pela Band, que atribui a Souto, do DEM. o percentual de 37 pontos, um a mais que o governador Jaques Wagner, do PT.

Com a argúcia de sempre, Ivan demonstra quanta diferença faz (ou pode fazer) um simples pontinho de diferença em pesquisa de opinião, na hora de definições políticas cruciais, como a atual. Bahia em pauta reproduz, a seguir, trechos do artigo que pode(e deve) ser lido na íntegra no jornal Tribuna da Bahia de hoje. (Vitor Hugo Soares)

=================================================
OPINIÂO

Ivan de Carvalho -15/08/2009

Veio certamente em excelente hora para o ex-governador democrata Paulo Souto e em não muito bom momento para o governador petista Jaques Wagner a pesquisa Vox Populi, encomendada pela Band, que atribui ao primeiro dos dois candidatos ao governo baiano citados acima o percentual de 37 por cento de intenções de voto na modalidade estimulada, enquanto o atual governador aparece com 36 por cento. Esses dados podem influir na velocidade e nos resultados das negociações político-eleitorais em curso.

Sobre o ponto a mais: na cabeça dos especialistas em pesquisas de opinião, não é importante. Mas cada cabeça é um mundo. Um ponto a mais sempre dá aquele gostinho especial, aquele estímulo especial aos simpatizantes, aquele moderado, mas relevante impacto psicológico ao eleitorado em geral, até uma certa “impressão” aos políticos.

A pesquisa ainda não diz muita coisa a respeito da candidatura do ministro Geddel Vieira Lima. Ele aparece com 13 por cento. Mas há poucas semanas começou a colocar para o público a sua decisão de ser candidato a governador, ainda assim pondo isso na dependência de uma manifestação do seu partido, o PMDB, em uma série de encontros regionais programada para encerrar-se somente em setembro.

Na verdade, foi somente no final de julho que o ministro, já tendo sentido que o clima na parte já ouvida formalmente do PMDB nos tais encontros era o mesmo da parte ainda por ouvir nos encontros ainda não realizados e analisando o cenário geral da política, decidiu declarar coisa decidida e definitiva a candidatura a governador, daí resultando, já em agosto, a saída do PMDB do governo Jaques Wagner, a quem o ministro da Integração Nacional já havia, faz tempo, posto “à disposição” os cargos que o PMDB ocupava na administração estadual direta e indireta. As cartas de demissão foram escritas e, ante a indisposição do governador de recebê-las das mãos do ministro, protocoladas na Governadoria.

Interessante é que, consumado o desligamento entre governo e PMDB, o que era briga de parte a parte – no lado do governo, quando o governador evitava mostrar hostilidade, o PT se encarregava de suprir a falta – passou a ser um rasgar de seda sem fim, pelo menos no discurso. Tudo isso para preservar os espaços para uma eventual e incerta aliança em um aparentemente quase certo segundo turno nas eleições de 2010.
======================================================
LEIA A ÍNTEGRA DO ARTIGO DE IVAN DE CARVALHO NA TRIBUNA DA BAHIA
=======================================================

ago
15
Posted on 15-08-2009
Filed Under (Artigos, Gilson, Multimídia) by vitor on 15-08-2009


==============================================
CRÔNICA/ CONSELHOS

BOM FINAL DE SEMANA. COM BOSSA!

Gilson Nogueira

“Álcool e direção não combinam. É um coquetel fatal. Principalmente, para quem não ouve a voz da razão.” Palavras sábias da mãe de um amigo meu que sempre que saia de casa com seu fusquinha achava-se o Juan Manuel Fangio baiano. No baú das lembranças da mocidade, tomo emprestado o aconselhamento da senhora e inspiro-me, para pensar na vida. Começo dizendo que é melhor ser alegre que ser triste, que alegria é a melhor coisa que existe, que alegria é assim como a luz no coração, como sugeriu, um dia, o grande Vinícius de Moraes, poeta campeão, piloto de primeira linha, na condução de seu uisquinho honesto, ao fazer de sua cabeça ponto de partida de vendavais de paixões, mundo a fora. Primeio colocado no campeonato do falar de amor, o velho Vina.

Aproveite, portanto, amiga, amigo, a noite calma desta sexta-feira do mês do cachorro louco e curta a vida, com alegria, sem medo de ser feliz. Com serenidade, sabendo que a paz é a única coisa que nos faz sentir realmente humanos, dirija seus melhores pensamentos na direção do outro e proclame sua revolução de fraternidade, da boa-vizinhança, nem que seja, simplesmente, por um dia.

Para começar, se não estiver trabalhando, arrume um cantinho qualquer, em casa, para colocar seus problemas do dia-a-dia de lado e pense positivamente que tudo vai dar certo, amanhã. Em seguida, vá à geladeira, pegue algumas pedrinhas de gelo. coloque-as no copo, com seu uísque predileto, e sacuda a tristeza. Antes, sacuda o copo e corpo,bem devagar. Agora, ouça o som da “cascavel,” lembrando-se que, as vezes, essa “cobra danada” resolve “morder” quem a assanha demais. Se isso acontecer, babau, já era sua noite de festa. Plagiando a mãe do meu amigo, o sonho de quem não ouve a voz da razão pode virar pesadelo. Vá com calma, portanto, pensando, sempre, que nada melhor que a sobriedade, para que desejos se realizem. Se você estiver sozinho, ou sozinha, corra e abra a janela. Curta sua própia companhia. Ah, deixe a brisa soteropolitana, que está friazinha, entrar para valer e lhe fazer carinho.Nesse instante, de suprema satisfação pessoal, engate marcha única e acelere seus desejos mais nobres. Compartilhe sua felicidade. Ainda que, se for o caso,com você mesmo (a).

Alguém falou que viver é sonhar. Portanto, dê asas à sua imaginação e curta sua “viagem”, feliz, tranquilo(a) , sem sobressaltos, com moderação, na velocidade dos instantes mais simples, sabendo que os melhores perfumes estão nos menores frascos, como diz o ditado. Sonhe, para valer! Nos seus espaços de silêncio, lembre-se,a direção é sua, na condução de seu prazer, em mais um final de semana, que foi feito para recarregar baterias para a próxima semana. Aproveite a chegada do sábado e do domingo, pois ninguém é de ferro. Faça seu relax espiritual e físico. Ame, cada vez mais, profundamente. Se faltar-lhe inspiração, para qualquer coisa, procure uma estrela no céu , agora, que não chove, e dirija-lhe um pedido. Imagine que ela vai lhe responder, piscando diferente. Acredite nisso! Faça de conta que você vive em um lugar sem violência alguma, que o paraíso é aqui e que o sonho não acabou. Procure seus amigos e comemorem juntos a amizade que os une.E lembre que o sucesso, na infatigável caminhada de cada um, começa na fé. Deus é Pai e, sobretudo, Amigo. Ah, antes que eu esqueça, bom final de semana.Com muita Bossa Nova, é claro! A vida é bem melhor com ela. Gilson Nogueira

ago
15
Posted on 15-08-2009
Filed Under (Artigos, Vitor) by vitor on 15-08-2009

Marina Silva: hora da decisão
senmarina

================================================
ARTIGO DA SEMANA

MARINA E A CABEÇA DO MACACO

Vitor Hugo Soares

Cercada de expectativa e polêmica por todo lado – de Recife a Brasília, de São Paulo ao Rio, de Rondônia a Manaus -, a cabocla morena, Marina Silva, senadora pelo Acre e ex-ministra do Meio Ambiente, desembarcou em Salvador no começo da semana. A um passo de largar o PT para disputar pela legenda do PV o lugar de Luiz Inácio Lula da Silva no Palácio do Planalto em 2010, ela recebeu o título de Doutora Honoris Causa pela Universidade Federal da Bahia e, em seguida, ministrou a aula inaugural do segundo semestre da UFBA, em local que não poderia ser mais emblemático: o salão nobre da Faculdade de Medicina, primeira escola de ensino médico do Brasil, localizada a menos de 100 metros de distância do Pelourinho, antigo ponto de martírio de negros escravos, hoje patrimônio tombado da humanidade.

Na fotografia Marina aparece comovida. Está abraçada com seu companheiro petista e governador do Estado, Jaques Wagner. Ele a chama afetuosamente de “irmã” e faz chegar-lhe ao ouvido seguramente um dos mais fortes e dos últimos apelos para que desista da idéia de sair do partido que os dois ajudaram a criar e forjar em tempos difíceis, com vitórias, mas também com muitas perdas e danos. Falta talvez, apenas, o pedido de Lula, mas este dificilmente virá pelo rumo que a situação tomou, desde que outros velhos companheiros começaram a lançar no rosto sofrido da acreana, advertência com tom de ameaça, de que o mandato que ela detém pertence à legenda petista e ela poderia perdê-lo por “infidelidade partidária”.

No meio disso tudo, uma primeira recordação se impõe: O Manual de Instruções do escritor argentino Julio Cortázar, parte de um dos livros mais insólitos e surpreendentes do autor, que o jornalista não cansa de citar e recomendar: “Histórias de Cronópios e Famas”. Leitura mais recomendável e atual ainda nesta quadra surreal da política e da vida brasileira, mesmo sabendo-se que o autor quando elaborou o manual mirava seu estranho e sempre surpreendente país às margens do Rio da Prata.

Os olhos de Cortázar, no entanto, sempre enxergaram bem mais longe. Suas instruções, portanto, podem ter serventia agora por aqui. Com sua assombrosa clarividência Cortázar instrui sobre ousadias essenciais para grandes descobertas. A tarefa de amolecer diariamente o tijolo, “abrir caminho na massa pegajosa que se proclama mundo, esbarrar cada manhã com o paralelepípedo de nome repugnante, com a satisfação canina de que tudo esteja no mesmo lugar”…

Ninguém deve imaginar que o telefone vai lhe dar os números que procura. “Por que haveria de dá-los?”, interroga o autor. Virá somente o que você tem preparado e resolvido, “o triste reflexo de sua esperança, esse macaco que se coça em cima de uma mesa e treme de frio”.

“Quebre a cabeça desse macaco – recomenda o portenho genial -, corra do centro em direção à parede e abra o caminho”. Se ousar, garante o escritor, verá como cantam no andar de cima! “Há um andar em cima onde moram pessoas que não percebem seu andar de baixo, e estamos todos dentro do tijolo de cristal. E se de repente uma traça pára pertinho de um lápis e palpita como um fogo cinzento. Olhe-a, eu a estou olhando, estou apalpando seu coração pequenino, e ouço-a: essa traça ressoa na pasta de cristal congelado, nem tudo está perdido”.

Quando abrir a porta e assomar à escada, você saberá que “lá embaixo começa a rua”…, ensina o Manual de Instruções de Cortázar.

Desculpem tantas voltas, mas é que o autor dessas linhas as considera cruciais para compreensão do dilema que abate e consome a senadora Marina Silva na hora de “quebrar a cabeça do macaco”. Decisão cada vez mais próxima de revelar-se ao país, até por exigências da justiça eleitoral. Se de fato Marina romper o “tijolo de cristal” petista, onde está encerrada, mudando para a casa do PV, um primo em primeiro grau, terá tomado, finalmente, a escada na direção da rua. A rua, segundo revelam as pesquisas mais recentes – e a própria tensão e estresse entre as facções mais poderosas de sua legenda atual – parece de braços abertos para acolhê-la.

O tamanho do estrago que provocará uma eventual candidatura de Marina Silva à presidência, em 2010, ainda está por revelar-se. Igualmente é impossível avaliar hoje até onde ela poderá ir. Mas a pesquisa encomendada em julho pelos Verdes, cujos resultados acabam de ser integralmente tabulados, revela que o baque será enorme para vários prováveis concorrentes. Mais devastadorainda em relação à ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, nome da preferência “in pectore” do presidente Lula, mesmo que não seja do agrado geral do PT.

Em quatro cenários, no confronto direto entre Marina e Dilma, a senadora perde em um, empata em outro, e ganha em dois, segundo informações do Estadão.

“Surpresa para mim e toda a torcida do Flamengo”, assinala o experiente Antonio Lavareda, coordenador desta pesquisa do PV, cujos resultados seguramente terão peso fundamental na decisão que a íntegra senadora do Acre anunciará em breve. Lembretes em tom de ameaça sobre a possibilidade de devolução do mandato ao PT se a mudança para a casa do parente próximo se efetivar, são inócuos e desrespeitosos para alguém com o caráter e a postura desta líder ambientalista da região amazônica cuja voz tem alcance planetário. Parece contribuir apenas para Marina Silva acelerar o passo na escada, em direção aos apelos da rua.

O resto é uma imensa incógnita, “mas como cantam no andar de cima!”

Vitor Hugo Soares é jornalista. E-mail:
vitor_soares1@terra.com.br

  • Arquivos