ago
07
Postado em 07-08-2009
Arquivado em (Artigos, Gilson, Multimídia) por vitor em 07-08-2009 08:49


=============================================
Samambaia das Paineiras
samambaia
====================================================
CRÔNICA/NATUREZA

O Verde é Deus!

Gilson Nogueira

Confessadamente, não dá para deixar para depois a crônica que se pode escrever hoje. Ou, melhor, que eu devo digitar, agora, motivado por foto que fiz, em outubro do ano passado, de uma folha de samambaia. Eu, com minha mulher, minha filha, o marido dela, e a filhinha do casal, a minha netinha genial, de encantos mil, passeávamos, em manhã azul, na Estrada das Paineiras, um dos locais mais espetaculares do planeta, para quem quer sentir-se mais próximo de Deus.

Lá em cima, o Céu, com seu balé de nuvens ligeiras e preguiçosas, compondo a decoração da porta de entrada do infinito.Cá, a Terra, o Rio de Janeiro, com seus contrastes fabulosos, pintando a realidade, entre beleza e dor. O canto do pássaro, escondido na mata, a acusar meus passos e o eco que não quer silenciar das balas perdidas da Cidade Maravilhosa, acompnhavam-me.

A foto lembra-me aquele instante em que cliquei minha Cannon para registrar o sono da samambaia majestosa que se esticava, à beira do caminho, a fim de beijar e de ser beijada, nem que fosse, de longe, com um simples olhar. Dei-lhe um beijo eterno, captando sua majestade, para sempre, na máquina fotográfica digital, com a sensibilidade de quem, naquele dia, enquanto esperava que as pessoas se afastassem, caminhando – entre elas, a netinha do vovozinho “quilido” sorrindo bossa nova nos braços da sua mamãe e da sua vovó coruja – queria ouvir o silêncio, coisa que, um dia, já bem longe, no tempo, escutei de famoso colunista baiano,com gravador, ligado, na Praça da Piedade, em noite baiana do tempo de se andar na rua iluminado pelas estrelas, literalmente, de mãos dadas com a paz, querer tentar o feito.

E foi, ali, de cara para aquele verde imenso e fascinante,com a temperatura na casa dos 11 graus negativos, entre a neblina pintada de sol e o deslumbramento de quem não entende como pode ser tão estúpido o ser humano ao destruir a Mata Atlântica, que, de repente, o arrepio no corpo fez-se inteiro. Assustou-me. Sorri perdões. Tremi e fui em frente. Por um milésimo de segundo, em delírio silenciosamente descomunal, a voz forte, bem forte, entre as árvores altas, vindo de suas copas, a Ordenar-me:Siga, Meu Filho, Siga, Vá ao Encontro dos Seus, Eles Esperam por Você Para o Banho na Fonte de Água Gelada, Logo, Logo, Ali, na Curva, Naquela Subida, Volte Sempre!!! Por essas e outras, banhar-se em água que brota da pedra e amar samambaias tem algo de milagroso.Revigora o espírito e faz a gente amar o verde, sob todos os pontos de vista. Afinal, o Verde é Deus!

Gilson Nogueira é jornalista

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos