ago
06
Postado em 06-08-2009
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 06-08-2009 11:01

Itamar Franco: “na moleira de Lula”

631938
===============================================

Deu na Tribuna da Bahia

Com o título “Itamar denuncia mentiras de lula”, o jornal Tribuna da Bahia publicou em sua edição de ontem, 5, artigo do jornalísta político Ivan Carvalho, que Bahia em Pauta reproduz e recomenda aos seus leitores.(VHS)
===================================================
OPINIÃO

Itamar denuncia mentiras de Lula

Ivan de Carvalho (05/08/2009)

“Como não chegou às minhas mãos até ontem a revista Época desta semana, li no site-blog www.bahiaempauta.com.br parte da entrevista concedida à revista pelo ex-presidente Itamar Franco, que acaba de ingressar no PPS, um dos quatro partidos representados no Congresso e formalmente na oposição – os outros três são o PSDB, o Democratas e o Psol de Heloísa Helena, Luciana Genro e futuramente, tudo indica, do delegado Protógenes Queiróz, o novo super-herói nacional.

Um dos alvos do ex-presidente Itamar Franco na entrevista é o presidente Lula. A uma pergunta sobre a altíssima popularidade do atual presidente, indicada nas pesquisas de opinião, e sobre como deveria Lula usar essa popularidade, Itamar chegou a ser cruel: “O presidente hoje é um homem popular. Mas hoje o presidente, diante dessa popularidade, se sente um ser absoluto. Ele acha que é insubstituível. Ele acha que só ele fez alguma coisa pelo Brasil, ninguém mais. O Brasil surgiu com ele – e é capaz de achar que vai acabar com ele. Às vezes a gente fica pensando se não foi o presidente quem abriu portos, e não D. João VI. Mas ele tem a sua responsabilidade – e às vezes não se cobra essa responsabilidade”.

Paulada na moleira de um presidente no cargo, assim, tenho visto poucas e nenhuma partindo de alguém com a responsabilidade, a majestade e a credibilidade de um vice-presidente. Ainda que com o temperamento do ex-presidente Itamar Franco. Na segunda-feira, talvez até inspirado na severidade de Itamar em relação a Lula, outro ex-presidente, Fernando Collor, emergiu das sombras do Senado com uma estranha frase em que mandava o líder o senador peemedebista Pedro Simon a “engolir” suas palavras quando o citasse. “Engula, dirija e…faça o que quiser”. Ora, se Lula tem a língua presa, descobre-se agora que o ex-presidente Collor enrola a língua. Bem servido está outro ex-presidente da República, José Sarney, a quem os dois se esforçam por defender. Mas voltemos a Itamar Franco, que só tem (ou teve) o inocente costume de enrolar as namoradas. Melhor dizendo, voltemos à sua entrevista, na parte em que se refere a Luiz Inácio Lula da Silva: “O presidente falou outro dia: ‘Teve gente que chegou a falar: nós precisamos nos desfazer do último paquiderme brasileiro, a Petrobras’. Por que o presidente não dá nomes? Ele chega a ser de uma irresponsabilidade…E a oposição brasileira não cobra! Eu cobro: presidente, quem queria vender o paquiderme? Como ninguém cobra, ele solta as frases e fica por isso mesmo”.

Traduzindo para linguagem ainda mais simples. Itamar Franco está acusando Lula de inventar acusações contra os adversários. No caso específico, Lula teria inventado que alguém (quando no poder, claro, do contrário não faria sentido) afirmou: “Nós precisamos nos desfazer do último paquiderme brasileiro, a Petrobras”. E desafia Lula a dizer o nome ou os nomes do autor ou autores desta sentença. Acusa Lula, claramente, de inventar, acusar falsamente, com imprecisão e não provar nada.

No popular, diz o ex-presidente Itamar que o presidente Lula mente à população. E todo mundo – menos ele, Itamar – engole e digere passivamente as mentiras presidenciais.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos