ago
06
Posted on 06-08-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 06-08-2009


===================================================
Deu no Diário de Notícias (LISBOA)

“O presidente da câmara municipal de Hiroshima, cidade mártir do oeste do Japão, apelou à abolição total das armas nucleares até 2020, por ocasião do 64º aniversário do primeiro ataque atómico da história.

Cerca de 50.000 pessoas, entre as quais sobreviventes da bomba atómica jogada pelos Estados Unidos, reuniram-se no memorial dedicado às vítimas, na presença do Primeiro-ministro Taro Aso e de representantes de sessenta países.

Tadatoshi Akiba, presidente da câmara municipal da cidade, elogiou o presidente norte-americano Barack Obama pelas suas posições anti-nucleares, durante um discurso pronunciado a alguns metros “da Cúpula de Genbaku”.

Este antigo salão de exposições, do qual permanecem apenas as ruínas calcinadas, foi a única construção a permanecer de pé perto do lugar onde a bomba explodiu na manhã de 6 de Agosto de 1945.

O presidente da câmara municipal recordou as palavras do presidente Obama, o qual sublinhou que como única potência nuclear que recorreu à arma suprema, os Estados Unidos têm “a responsabilidade moral de agir” para conseguir um Mundo desnuclearizado.

“A abolição das armas nucleares é o desejo não somente dos hibakusha (sobreviventes da bomba atómica) mas também da maioria dos povos e das nações deste planeta”, disse Akiba.

“Nós, a grande maioria no Mundo, qualificamo-nos de “Obamajorité” e apelamos ao resto do Mundo para se juntar a nós para eliminar todas as armas nucleares até 2020″, acrescentou.

A 08:15, hora do Japão, momento preciso em que a primeira bomba atómica da história explodiu, os participantes na cerimónia levantaram-se e rezaram em silêncio em memória das dezenas de milhares vítimas. Entre 6 de Agosto e 31 de Dezembro de 1945, foi contabilizado um total de 140.000 mortos.

Três dias após o ataque contra Hiroshima, os Estados Unidos largaram uma segunda bomba sobre a cidade de Nagasaki, mais a Sul, que fez 70.000 mortos.

O Japão aceitou a rendição a 15 de Agosto.

Os Estados Unidos nunca apresentaram desculpas pelas vítimas inocentes

ago
06
Posted on 06-08-2009
Filed Under (Aparecida, Artigos) by vitor on 06-08-2009

Marilyn: eterno glamour
marilyn
———————————————————–

=================================================

CRONICA/GLAMOUR

Marilyn Monroe:47 anos sem ela…

Aparecida Torneros

Quarta-feira, 5 de Agosto de 2009

“Uma Marilyn glamourosa enfeitiçou platéias no mundo todo, nos anos 50 e 60, tornando inesquecível seu sorriso, emoldurado por cabelos platinados, em corpo curvilíneo, um delírio masculino daqueles tempos, ela era mesmo a namoradinha da América que encantava com ar de menina dengosa um público ávido de vê-la desempenhar o papel de boneca mimada, em tantos filmes, na frente das câmeras, alimentando o sonho americano.

Por trás das luzes da ribalta, a quase indefesa Marilyn viveu a penumbra das recorrentes depressões e tentativas de suicídio, dos amores que a abandonaram, das decepções que pareciam não combinar com o frenezi dos repórteres e paparazzis que a seguiam buscando notícias estonteantes, enquanto ela passava por seus altos e baixos pessoais, entrando e saindo de romances perigosos ou tórridos, com diretores, políticos, mafiosos e escritores.

Interpretou mulheres ingênuas e fêmeas fatais, dançou diante de olhos desejosos, piscou para garotões e senhores, flertou com soldados no front, cumpriu jornada de estrela hollywwodiana espalhando nudez comportada ou beijos de bocas vermelhas com jeito de cerejas que deviam ser colhidas para a torta da casa da familia classe média americana.

Foi engolida pelo sonho, viveu então o pesadelo, não suportou a pressão, tomou medicamentos para dormir, dormiu para sempre, há 47 anos, surpreendendo seus fãs, porque estava no auge da vida, era uma figura carismática, representava a mulher para ser querida e não para morrer tão sofrida e solitária.

Marilyn continua a ser a namoradinha do cinema americano que antecedeu a tecnologia, ela pertence à galeria dos artistas cult, tem um lugar na história da indústria cinematográfica, um lugar de destaque, vendeu muitas imagens para salas espalhadas no mundo todo, imprimiu a marca da feminilidade a la perua, bem sexy, bem arredondada, muito rebolativa, bem maquiada, com cabelos descoloridos, ares de gata angorá, atriz obejto de desejo, expressiva criatura, cuja história pessoal confundiu-se com desamor e desencontro.

Mas, sua arte levou alegria e emoção a milhões de pessoas e ainda é possível abrir mão do preconceito e assisti-la em filmes memoráveis. Eu, quando preciso mergulhar numa fuga para o tempo das conquistas absolutamente desprovidas de interesses materiais, revejo sua atuação com Yves Montand, quando ela canta que seu coração pertence ao Papai, uma canção de Cole Porter, em momento máximo da sua carreira, que me faz admirar sua garra, em transparecer talento, apesar das suas lutas em defesa dos seu equilíbrio emocional. Nessa interpretação, ela aparece, magistral e sedutora, prendendo nossa atenção, o que nos faz compreender a extensão do seu alcance enquanto estrela do seu tempo, na calçada da fama e no céu da consagração merecida.

Cida Torneros é jornalista e escritora, mora no Rio de Janeiro, onde edita o Blog da Mulher Necessária, onde este texto foi originalmente publicado.

ago
06
Posted on 06-08-2009
Filed Under (Municípios, Newsletter) by vitor on 06-08-2009

Câmara de Juazeiro: bonança volta
juazeiro
===================================================
GRAZZI BRITO

JUAZERO(BA)- Pode não ser um Senado mas a semana de reabertura dos trabalhos legislativos em Juazeiro, na margem baiana do Vale do São Francisco, aumentou bastante a temperatura da política local. A Câmara de Vereadores tem sido a caixa de ressonância dos conflitos de interesses partidários que antecipam as composições para a sucessão estadual e as eleições legislativas de 2010.

Na terça (04) nove dos doze vereadores assinaram uma moção de repúdio a atual administração municipal, comandada por um representante do PC do B. Este documento questiona acidamente a administração dos serviços públicos, principalmente a saúde, devido ao fechamento da Santa Casa de Misericórdia. Uma discussão entre os vereadores adiou para o dia seguinte a votação da moção de repúdio, que segundo o vereador Mitonho Vargas (PT), aliado do prefeito Isaac Carvalho, não tinha destinatário, sendo dirigido à nova administração municipal de forma vaga.

Na sessão de ontem (05) com a moção devidamente endereçada ao prefeito , cinco vereadores da base aliada do governo retiraram suas assinaturas do documento alegando que não haviam lido devidamente o que assinaram e que tinham assim o feito em solidariedade a colega Vereadora Valdeci Alves (PV) mais conhecida como Neguinha da Santa Casa, que tem esse apelido pelo seu trabalho naquela entidade filantrópica, onde sempre atuou como técnica de enfermagem.

O documento encabeçado pelos vereadores Alex Tanuri (PSDB), Leonardo Bandeira (PT) e Ronaldo Campina, o ‘Roninho’(PMDB), os dois primeiros assumidamente oposição, tem ainda a assinatura de Neguinha da Santa Casa. Voltaram atrás: Suzana Ramos (PT do B), Mozaniel Silva, Janileide Mota (PSL), Benedito Marques (PSDB) e Damião Medrado (PMDB). Os cinco dizem ser contra o fechamento da Santa Casa, mas não atribuem isso ao prefeito Isaac.

Os rumores são a cerca de uma entrevista do Secretário de Comunicação Fernando Veloso, a uma rádio local na manhã de ontem (05), ou seja, antes da sessão. Na entrevista Veloso disse duvidar que estando a moção endereçada ao prefeito, um aliado do governador Jaques Wagner, as assinaturas dos vereadores permanecessem. E não deu outra.

Durou pouco, portanto, o lampejo de dissonância da Câmara em relação ao governo Isaac. Os vereadores foram devidamente enquadrados e tudo segue “como dantes no quartel de Abrantes”. O São Francisco volta a correr tranquilo nas margens juazeirenses.

Grazzi Britto é jornalista, mora em Juazeiro.

ago
06
Posted on 06-08-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 06-08-2009

Waldir, com Lula, ao sair da Defesa/ Ag Brasil
Waldir
==============================================
Claudio Leal

O ex-ministro da Defesa e ex-governador da Bahia, Waldir Pires, rompeu nesta quinta-feira, o silêncio geral do governo, da justiça e dos políticos brasileiros em geral, para denunciar que a ampliação das bases militares dos Estados Unidos na Colômbia, que motivou a visita do presidente colombiano Alvaro Uribe ao Brasil, é “nociva” e “inconveniente” aos reais interesses de soberania do País e do continente latino-americano.

A revista digital Terra Magazine revela que o governo dos EUA negocia o uso de sete bases militares no território da Colômbia. Críticas às negociações bilaterais com o Pentágono devem marcar na próxima segunda-feira o encontro da Unasul (União das Nações Sul-americanas), antecipa o portal cujo editor-chefe é o jornalista Bob Fernandes.

– Não precisamos de bases militares de uma potência para pretender estabelecer essa segurança. Isso não é possível… Creio que essas organizações bilaterais, no instante em que estamos todos empenhados numa multilateralidade de valores, de convivência pacífica, são inconvenientes, nocivas. Não é esse o método – critica Waldir Pires, na entrevista concedida ao repórter da TM, Claudio Leal.

Na apresentação da entrevista, Terra Magazine assinala que, pelo acordo, as bases de Palanquero (no estado de Cundinamarca), Aiay (em Meta) e Malambo passariam para o controle dos EUA. Na recente visita da líder chilena Michelle Bachelet ao Brasil, o presidente Lula revelou seu desconforto com o avanço militar americano.

– Participei de reuniões do Conselho de ministros da Defesa muito na linha de podermos e sabermos organizar os interesses da defesa dos países da América do Sul… Levianamente, se vende a ideia de que permanecemos incapazes de nos organizar – completa o ex-ministro da Defesa, que se manifesta pela primeira vez sobre a política externa do Brasil desde que deixou o cargo, em 2007.

==========================================================
LEIA A ÍNTEGRA DA ENTREVISTA DO EX-MINISTRO WALDIR PIRES NA REVISTA DIGITAL TERRA MAGAZINE: (http://terramagazine.terra.com.br)

( Postada por:Vitor Hugo Soares)

ago
06
Posted on 06-08-2009
Filed Under (Charges, Multimídia) by vitor on 06-08-2009

chuva

ago
06
Posted on 06-08-2009
Filed Under (Multimídia) by vitor on 06-08-2009

===================================================


===================================================

Quinta-feira, 6 de Agosto. Em data como esta, no ano de 1910, nascia na cidade paulista de Valinhos, João Rubiinato, filho do casal Ferdinando e Emma Rubinatto, imigrantes italianos vindos da província de Cavárzere, na província nobre de Veneza. Dito assim pode até parecer a toa, como no samba famoso, mas estamos falando de um Gênio ( com G maiúsculo mesmo) da música brasileira em particular, e da arte da comunicação em geral, que hoje estaria festejando aniversário: Adoniran Barbosa. Bahia em Pauta não poderia deixar passar em branco uma data tão relevante, que merece não apenas um, mas inumeráveis tributos. O site blog escolheu dois: “Tiro ao Álvaro”, o samba que fala na “peixeira de baiano”, interpretado como se deve por Ellis Regina, que vai como a música para começar o dia; e um vídeo com um encontro sensacional de Adoniran com Ellis em uma cantina do Bexiga, em São Paulo. Para ver e ouvir o dia inteiro, neste 6 de agosto dedicado à memória gloriosa de Adoriran. Confiram.

(Vitor Hugo Soares, editor)

ago
06
Posted on 06-08-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 06-08-2009

Itamar Franco: “na moleira de Lula”

631938
===============================================

Deu na Tribuna da Bahia

Com o título “Itamar denuncia mentiras de lula”, o jornal Tribuna da Bahia publicou em sua edição de ontem, 5, artigo do jornalísta político Ivan Carvalho, que Bahia em Pauta reproduz e recomenda aos seus leitores.(VHS)
===================================================
OPINIÃO

Itamar denuncia mentiras de Lula

Ivan de Carvalho (05/08/2009)

“Como não chegou às minhas mãos até ontem a revista Época desta semana, li no site-blog www.bahiaempauta.com.br parte da entrevista concedida à revista pelo ex-presidente Itamar Franco, que acaba de ingressar no PPS, um dos quatro partidos representados no Congresso e formalmente na oposição – os outros três são o PSDB, o Democratas e o Psol de Heloísa Helena, Luciana Genro e futuramente, tudo indica, do delegado Protógenes Queiróz, o novo super-herói nacional.

Um dos alvos do ex-presidente Itamar Franco na entrevista é o presidente Lula. A uma pergunta sobre a altíssima popularidade do atual presidente, indicada nas pesquisas de opinião, e sobre como deveria Lula usar essa popularidade, Itamar chegou a ser cruel: “O presidente hoje é um homem popular. Mas hoje o presidente, diante dessa popularidade, se sente um ser absoluto. Ele acha que é insubstituível. Ele acha que só ele fez alguma coisa pelo Brasil, ninguém mais. O Brasil surgiu com ele – e é capaz de achar que vai acabar com ele. Às vezes a gente fica pensando se não foi o presidente quem abriu portos, e não D. João VI. Mas ele tem a sua responsabilidade – e às vezes não se cobra essa responsabilidade”.

Paulada na moleira de um presidente no cargo, assim, tenho visto poucas e nenhuma partindo de alguém com a responsabilidade, a majestade e a credibilidade de um vice-presidente. Ainda que com o temperamento do ex-presidente Itamar Franco. Na segunda-feira, talvez até inspirado na severidade de Itamar em relação a Lula, outro ex-presidente, Fernando Collor, emergiu das sombras do Senado com uma estranha frase em que mandava o líder o senador peemedebista Pedro Simon a “engolir” suas palavras quando o citasse. “Engula, dirija e…faça o que quiser”. Ora, se Lula tem a língua presa, descobre-se agora que o ex-presidente Collor enrola a língua. Bem servido está outro ex-presidente da República, José Sarney, a quem os dois se esforçam por defender. Mas voltemos a Itamar Franco, que só tem (ou teve) o inocente costume de enrolar as namoradas. Melhor dizendo, voltemos à sua entrevista, na parte em que se refere a Luiz Inácio Lula da Silva: “O presidente falou outro dia: ‘Teve gente que chegou a falar: nós precisamos nos desfazer do último paquiderme brasileiro, a Petrobras’. Por que o presidente não dá nomes? Ele chega a ser de uma irresponsabilidade…E a oposição brasileira não cobra! Eu cobro: presidente, quem queria vender o paquiderme? Como ninguém cobra, ele solta as frases e fica por isso mesmo”.

Traduzindo para linguagem ainda mais simples. Itamar Franco está acusando Lula de inventar acusações contra os adversários. No caso específico, Lula teria inventado que alguém (quando no poder, claro, do contrário não faria sentido) afirmou: “Nós precisamos nos desfazer do último paquiderme brasileiro, a Petrobras”. E desafia Lula a dizer o nome ou os nomes do autor ou autores desta sentença. Acusa Lula, claramente, de inventar, acusar falsamente, com imprecisão e não provar nada.

No popular, diz o ex-presidente Itamar que o presidente Lula mente à população. E todo mundo – menos ele, Itamar – engole e digere passivamente as mentiras presidenciais.

  • Arquivos