ago
02
Postado em 02-08-2009
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 02-08-2009 22:30

Telavive: homenagens para os mortos/PUBLICO
telavive
==================================================
Um rapaz de 26 anos e uma adolescente, de 16, foram mortos, na noite des sábado(1), por um homem com o rosto coberto com uma máscara e vestido de preto num clube (cave) que pertence a um centro de apoio a homossexuais em Telavive, onde acontecia uma festa para jovens.

Enquanto a polícia procura o autor dos disparos – que deixou ainda 13 pessoas feridas antes de fugir –ativistas dos direitos homossexuais expressavam, neste domingo(2) incredulidade com o crime. “O maior choque é pensar que isto aconteceu em Telavive, que é a cidade mais tolerante do país”, disse o ativista Avi Sofer.

Até o começo da noite de hoje a polícia israelense não havia divulgado quaisquer informações sobre o ataque, dizendo apenas que “não se tratou de uma ação de um palestino”.

O deputado Nitzan Horowitz, assumidamente homossexual, culpou “uma cultura de incitamento contra a comunidade gay em Israel” pelo atentado. Segundo revelam fontes israelense, Telavive é uma cidade com uma comunidade homossexual visível e em crescimento, embora em zonas mais conservadores a homossexualidade não seja vista com tão bons olhos. Em Jerusalém, por exemplo, as paradas gay provocam anualmente protestos violentos da comunidade ultra-ortodoxa.

(Postada por: Vitor Hugo Soares, com informação do jornal “Público”, de Lisboa, e agências européias de notícia)

Be Sociable, Share!

Comentários

olivia on 3 agosto, 2009 at 16:46 #

Toda solidariedade aos ativistas dos direitos homossexuais de Telavive e do mundo. Não a toda forma de intolerância.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos