jul
29
Postado em 29-07-2009
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 29-07-2009 10:34

Deu na coluna:

A coluna do jornalista Alex Ferraz, na edição desta quarta-feira(29) da Tribuna da Bahia, está inperdível, como sempre. Dois aperitivos, a seguir, para os leitores do Bahia em Pauta

=================================================

Tudo é bolsa

Toda a propaganda do governo Lula/PT é centrada na esmola que permite aos pobres comprar gás de cozinha, gêneros alimentícios de primeiríssima necessidade (feijão, arroz e farinha) e, com isso, diz que reduziu a miséria absoluta em mais de 40%. Sim. Reduziu. Mas de que adianta reduzir a miséria absoluta se a miséria parcial, em que vivem todos os do Bolsa Família, continua lá, intacta? Sem perspectivas de um emprego formal que finalmente lance essas famílias num patamar digno.

E por falar…

… em infra-estrutura que amarra nosso desenvolvimento e consequente não-geração de empregos, o nosso blog http://osinimigosdorei.blogspot.com traz uma radiografia rápida da infra-estrutura rodoviária da Bahia que, segundo o Guia Quatro Rodas, é a pior malha do Brasil. Até a Ford, que é a única grande multinacional a ter tido coragem de se instalar na Bahia, sofre com a buraqueira de nossas estradas. Confiram nosso blog.
===================================================
Leia integra da coluna de Alex na Tribuna da Bahia

Be Sociable, Share!

Comentários

Leonardo Bernardes on 29 julho, 2009 at 11:41 #

Não entendi o que há de imperdível. A crítica às condições das estradas pode ser válida, mas a que ele dirige ao Bolsa Família é das mais rasteiras possíveis.

Não é o objetivo do programa “tirar da pobreza” seus beneficiários, o BF é um projeto que visa dar condições mínimas para que as famílias possa se estruturar e colocar suas crianças na escola. O alvo é a longo prazo. Além do mais, o emprego formal cresceu significativamente nos últimos anos. O que vem então a ser essa crítica? Uma repreensão ao fato dele não ter não crescido o suficiente para eliminar a pobreza? Como se a mera oferta de emprego fosse o bastante para qualificar a mão-de-obra que ele exige. E como se parte do problema do desemprego não fosse resultado da falta de formação que nem é mesmo é mencionada.

Espero que no artigo todo haja mais do que esse mero aceno de superficialidade.


Gilberto on 29 julho, 2009 at 16:04 #

O que êle quer na realidade é falar mal do gov LULA. Não escrever, falar, observar a respeito de; o negócio dele é a crítica ferina e sistemática, sim porque é diária, ao Lula, ao governo Lula. Arre


JOSEMAR SOUZA SANTOS on 30 julho, 2009 at 3:39 #

CARO FERRAZ

SEMPRE LEITOR DE SEUS ARTIGOS E APRECIADOR DO SEU SENSO CRÍTICO SOBRE OS FATOS DO NOSSO COTIDIANO SEJA EM QUAL VERTENTE FOR. CARO AMIGO SE A SITUAÇÃO DA INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES ESTÁ ATRASADA NO BRASIL, NA BAHIA ESTÁ MUITO PIOR, PELA AUSÊNSIA DE PRESTÍGIO POLÍTICO DO NOSSO ESTADO EM BRASÍLIA. VEJA QUE SUAPE EM PERNAMBUCO VAI DE VENTO EM POPA, RETIRANDO CARGAS DOS PORTOS DE SALVADOR E ARATU E EMPREENDIMENTOS QUE PODERIAM SE INSTALAR NA BAHIA, MAS NÃO VEM POR CAUSA DO GARGALO PORTUÁRIO , SEM FALAR NO ESTALEIRO ATLÂNTICO SUL O MAIOR DA AMÉRICA LATINA, ENQUANTO O CANTEIRO DE OBRAS DE SÃO ROQUE DO PARAGUASSÚ QUE TEM UMA ESTRUTURA JÁ FORMADA E PODERIA SER CONTEMPLANTADO COM UM GRANDE ESTALEIRO, FOI PRETERIDO EM RELAÇÃO A SUAPE. OS PORTOS DE RIO GRANDE E PARANAGUÁ ESTÃO COM DRAGAGEM EM ANDAMENTO,ENQUANTO ISSO A DRAGAGEM DE SALVADOR E ARATU ESTÁ NO PAPEL. CARO AMIGO, SE O CENÁRIO É NEBULOSO PARA O BRASIL, PARA A BAHIA É CATASTRÓFICO, NÃO CONSEGUIMOS ATRAIR NENHUM EMPREENDIMENTO DE PORTE OU ESTRUTURAL, PERNAMBUCO E RIO GRANDE DO SUL, GANHAM TODAS COM AJUDA DO GOVERNO FEDERAL, PARECE QUE QUEREM VINGAR A VINDA DA FORD PARA A BAHIA EM DETRIMENTO DO RIO GRANDE DO SUL, O QUE LEVOU A PERDA DO GOVERNO GAUCHO PELO PT, ISSO GEROU UM INSTINTO DE VINGANÇA CONTRA A BAHIA, EM UMA ÉPOCA QUE O ESTADO TINHA PRESTÍGIO NA CAPITAL FEDERAL. A PONTA NORTE DO PORTO DE SALVADOR, OU SEGUNDO TERMINAL DE CONTAINER, É UMA OBRA PRIORITÁRIA PARA A COMPETITIVIDADE DA ECONOMIA BAIANA, MAS CONTINUA NO PAPEL, NOS PROTOCOLOS DE INTENÇÕES, NÃO POR RAZÕES TÉCNICAS, BUROCRÁTICAS OU DE CUNHO AMBIENTAL, MAS SIMPLESMENTE COM O INTUITO DE BOICOTAR NOSSO ESTADO, A AMPLIAÇÃO DO TECON DO PORTO DE SALVADOR INVIABILIZARIA O PORTO DE SUAPE E BRASÍLIA NÃO QUER ISSO, COMO A BAHIA NÃO TEM VOZ EM BRASÍLIA, ESTAMOS DESCENDO A LADEIRA DO DESENVOLVIMENTO. PERNAMBUCO NÃO TEM LASTRO ECONOMICO PARA JUSTIFICAR UM TER MINAL DE CONTAINER DO PORTE DE SAUPE, MAS CONSEGUE LEVAR ESSE PROJETO AVANTE COM RECURSOS FEDERAIS A RODO,PARA A BAHIA NADA, MAS AQUI NINGUÉM RECLAMA OU CLAMA E ASSIM VAMOS NAVEGANDO NO MAR DO OSTRACISMO ECONÔMICO. É A TEORIA DA CONSPIRAÇÃO CONTRA A BAHIA. ALEX, SE VOCÊ QUISER TENHO ESCRITO ALGUNS TEXTOS RELATIVOS A NÃO EXECUÇÃO DE OBRAS DE INFRA ESTRUTURA PORTUÁRIA NA BAHIA, SE QUISER ENVIO VIA EMIAL, MEU TELEFONE É 3115-2362. PELA BAHIA

JOSEMAR


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos