jul
28
Postado em 28-07-2009
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 28-07-2009 23:50

Biggs: “pneumonia grave”
biggs
================================================
LONDRES. – Ronald Biggs, encarcerado por sua participação no audacioso ataque ao trem postal Glasgow-Londres em 1963, foi hospitalizado nesta terça-feira(28) acometido de “pneumonia grave”, segundo anunciou o filho do ladrão internacional que morou muitos anos no Rio de Janeiro, para onde fugiu depois do assalto.

“Está muito mal. Os médicos me disseram simplesmente que viesse rápido”, declarou Michael Biggs, filho do homem que durante anos se refugiou no Brasil para escapar da polícía británica. Um portavoz do ministerio britânico de Justiça se negou a comentar a informação, como habitualmente quando se trata de casos individuais.

A saúde de Ronnie Biggs, de 79 anos, é muito delicada. En julho do ano passado foi hospitalizado por uma infecção pulmona e uma fratura na bacia, e em fevereiro deste anos por outra pneumonia.

Biggs era membro de de um bando de uns 15 homens que, graças a infiltrações internas, lograram deter na noite de 8 de agosto de 1963 un conboio ferrroviario trocando a sinalização das vias.

Depois de ferir um empregado, se apoderaram de 120 bolsas de títulos bancários e repartiram um botín de 2,6 milhõs de libras. Detido e condenado a 30 de prisão, Biggs fugiu do cárcere em 1965. Logo mudou de aparência depois de uma cirurgia plástica e viveu na Espanha, Australia e Brasil. Finalmente en 2001, arruinado e enfermo, decidiu entregar-se às autoridades britânicas despois de 36 anos como fugitivo.
Atualmente está encarcerado em Norwich (leste da Inglaterra).

O ministro da Justiça britânico Jack Straw negou em 1º de julho o pedido de libertade condicional a Ronnie Biggs, por considerar que este não se havía “arrepentido”.

(Postado por Vitor Hugo Soares, com informações da BBC Brasil e El Mercurio, do Chile, edição online).

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos