jul
19
Postado em 19-07-2009
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 19-07-2009 22:16

Anne Frank/ Imagem AFP
anne

As chamas de um incêndio consumiram neste sábado (18) o Barracão 57 em que a jovem judia, Anne Frank, autora do famoso diário, uma das obras mais lidas do planeta e um libelo contra o nazismo, e a sua irmã Margot realizaram trabalhos forçados no Verão de 1944, antes de serem deportadas para o campo de extermínio de Auschwitz.

Neste domingo a polícia holandesa abriu uma investigação para determinar as causas do incêndio no barracão, segundo a agência ANP. Após o fim da Segunda Guerra Mundial, o Barracão 57 foi transferido do campo de Westerbork para Veendam e ultimamente funcionava como armazém de máquinas agrícolas.

Os judeus detidos pelos nazistas por se terem escondido, como era o caso da família de Anne Frank, em Amsterdam, eram considerados criminosos e eram condenados a trabalhos forçados. Anne e a irmã passaram quatro semanas abrindo pilhas para retirar-lhes o metal do interior. A 3 de Setembro de 1944, foram obrigadas a embarcar, juntamente com outros judeus, no último comboio que saiu de Westerbork para um campo de extermínio nazista.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos