jul
15
Postado em 15-07-2009
Arquivado em (Multimídia) por vitor em 15-07-2009 14:59


Quarta-feira, 15 de julho. Depois do texto do jornalista Sebastião Nery sobre a arte de viver (até morrer) com intensidade de Mario Lima ao lembrar os habitantes da “mansarda” em São Paulo em tempos temerários, é indispensável chamar o poeta José Carlos Capinam (um daquele tempo), na hora da música para começar o dia no Bahia em Pauta.

É deste baiano fora de série da MPB a letra antológica de “Movimento dos Barcos”. A melodia, não menos bela e tocante, é do carioca Jards Macalé. A interpretação sem par é da santamarense Maria Bethania, que antes de soltar a voz encantadora ainda brinda a todos com o verbo e a poesia de uma carioca imortal, Cecília Meireles. O que se pode querer mais?

(Vitor Hugo Soares)

=================================================
MOVIMENTO DOS BARCOS

De José carlos Capinam e Jards Macalé

“Estou Cansado E Você Também
Vou Sair Sem Abrir A Porta
E Não Voltar Nunca Mais
Desculpe A Paz Que Lhe Roubei
E O Futuro Esperado Que Nunca Lhe Dei
É Impossível Levar Um Barco Sem Temporais
E Suportar A Vida Como Um Momento Além Do Cais
Que Passa Ao Largo Do Nosso Corpo
Não Quero Ficar Dando Adeus
As Coisas Passando
Eu Quero É Passar Com Elas
E Não Deixar Nada Mais Do Que Cinzas De Um Cigarro
E A Marca De Um Abraço No Seu Corpo
Não, Não Sou Eu Quem Vai Ficar No Porto Chorando
Lamentando O Eterno Movimento Dos Barcos”.

Be Sociable, Share!

Comentários

Graça Azevedo on 15 julho, 2009 at 17:44 #

É maravilhoso conhecer a poesia/melodia do movimento dos barcos…
Obrigada Capinam, obrigada Macalé!


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos