jun
29
Posted on 29-06-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 29-06-2009

Micheletti: o civil no golpe militar
hondura
====================================================
O Presidente eleito de Honduras, Manuel Zelaya, levado à força para a Costa Rica e deposto por decisão do Parlamento de seu país, disse nesta segunda-feira (29) que Roberto Micheletti se suicidou politicamente ao aceitar substitui-lo.

O jornal Público, de Lisboa, que publica as declarações , assinala que nenhum Estado reconheceu o novo Presidente, enquanto Zelaya soma diversos apoios internacionais por seu retorno imediato à chefia do governo, a começar por Barack Obama, dos Estados Unidos.

“Micheletti, você se suicidou politicamente”, disse Zelaya, afirmando que “não pode haver dois presidentes, porque o povo só elegeu um”. Em declarações ao canal internacional Telesur, minutos antes de partir de São José da Costa Rica para Manágua, Zelaya disse que vai regressar ao seu país para reassumir funções e agradeceu a solidariedade expressa pela comunidade internacional, com especial menção aos Estados Unidos.

“Os Estados Unidos portaram-se muito bem”, comentou Zelaya, reiterando ser falsa a carta de renúncia que lhe foi atribuída no Parlamento hondurenho.

Na entrevista à telesur o presidente deposto pelo golpe militar manifestou também preocupação quanto ao paradeiro da ministra das Relações Exteriores, Patricia Rodas que, segundo diversas fontes, teria sido detida pelos militares. “Esperemos que ela esteja bem”, disse Zelaya..

A Aliança Bolivariana para as Américas (ALBA), que integra Venezuela, Cuba, Nicarágua, Equador e Honduras, entre outros, e o Sistema de Integração Centro-mericana (SICA), convocaram reuniões para a capital da Nicarágua a fim de discutirem a questão hondurenha.

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-Moon, pediu que o Presidente do Honduras, Manual Zelaya, seja restabelecido nas suas funções e que os direitos do Homem sejam respeitados totalmente, anunciou hoje o serviço de imprensa daquele organismo.

“O secretário-geral exprime o seu firme apoio às instituições democráticas do país e condena a detenção hoje do Presidente da República”, diz um comunicado da Organização das Nações Unidas (ONU). As Nações Unidas vão reunir-se também nesta terça-feira para debater a situação em Honduras.

TUMULTOS EM TEGUCIGALPA – Em meio a grandes tumultos e choques de rua em Tegucigalpa e outras cidades hondurenhas, o presidente do Congresso, Roberto Micheletti, foi designado pelo Parlamento como novo chefe do Estado das Honduras. O primeiro ato de Micheletti, foi um decreto de recolher obrigatório da popuilação civil de pelo menos 48 horas, enquanto declarava-se pronto a aceitar o regresso voluntário de Manuel Zelaya. Micheletti disse que o Congresso decidirá se prolonga o recolher obrigatório por mais do que os dois dias decretados.

Enquanto isso, o presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, era calorosamente recebido no aeroporto internacional de Manágua pelos Presidentes Daniel Ortega, da Nicarágua, Hugo Chávez, da Venezuela e Rafael Correa, do Equador. Nesta terça ele paerticipa da reunião urgente convocada pela ALBA (Alternativa Bolivariana para as Américas) com o objectivo de exigir a restituição do poder a Zelaya.

jun
29
Posted on 29-06-2009
Filed Under (Artigos, Municípios) by vitor on 29-06-2009

Deu na coluna:

Na Tribuna da Bahia, edição desta segunda-feira(29), o jornalista Alex Ferraz publicas as seguintes notas juninas em sua coluna: ===================================================

Descaso absoluto (I)

No rádio, notícias sobre o São João em Itapetinga, minha terra.
O locutor local conta que foi tudo em paz, a despeito do desaparelhamento da Polícia.
E revela algo chocante: as rondas na noite das fogueiras e licores foram realizadas em dois veículos comuns, civis, alugados!
Nada mais falo, nem me foi perguntado…

Descaso absoluto (II)

De novo no rádio, notícia sobre grave acidente com três mortos, próximo a Itabuna.
Os corpos ficaram quase todo o dia na estrada. Não pela distância da cidade, mas pela falta de condições dos veículos do Departamento de Polícia Técnica de trafegar.
E em Itabuna, a sede do referido departamento não tem água.
Nada mais falo, nem me foi perguntado…
===================================================
Bahia em Pauta recomenda:Leia a íntegra da coluna de Alex na Tribuna da Bahia

jun
29
Posted on 29-06-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 29-06-2009

Unger, de volta a Harvard
unger
=================================================
“Ele vai ter que cumprir a função dele em Harvard”, disse o presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta segunda-feira(29) , ao confirmar a saída de Roberto Mangabeira Unger da Secretaria de Assuntos Estratégicos a partir desta terça-feira, 29. O polêmico ministro Unger não teve sua licença renovada na universidade americana, apesar das negociações neste sentido, e vai retomar suas funções na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, onde leciona Direito, para não perder direitos conquistados ao longo de décadas de sua ligação funcional com a famosa instituição de ensino e pesquisa.

Mangabeira vinha discutindo há meses com a universidade a prorrogação de sua licença para seguir à frente da pasta que ocupa no governo Lula desde 2007, trazido para o posto a pedido do vice-presidente da República, José Alencar, do PRB, apesar das divergências de pensamento que mantinha na época do convite com o chefe da Nação.

Segundo a agência Reuters, o presidente Lula confirmou a saída de Mangabeira a jornalistas, sem informar quem será seu substituto. Chamado por Lula de “ministro das ideias”, Mangabeira dedicou a maior parte de seu tempo no cargo na criação de projetos para a Amazônia, além de uma estratégia na área de Defesa.

O projeto de desenvolvimento de Mangabeira para a Amazônia tem sido motivo de tensão com ambientalistas e contribuiu para a crise que culminou com a saída da ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva do governo petista, em maio de 2008. A Reuters lembra que apenas dois anos antes de se tornar ministro, Mangabeira chamou o governo Lula de o mais corrupto da história brasileira. Mais tarde, disse que havia sido um engano. Político ativo, é conhecido por seus esforços em criar uma alternativa ao neoliberalismo.

Antes de chegar à equipe do governo Lula, na condição de consultor de empresas, Mangabeira atuou para a Brasil Telecom quando era comandada pelo Grupo Opportunity, de Daniel Dantas. Integrante de tradicional família baiana, neto do ex-governador Otávio Mangabeira, Unger nasceu no Rio de Janeiro em 1947. Depois de se formar na Faculdade Nacional de Direito, obteve o doutorado na Universidade de Harvard, onde começou a lecionar aos 24 anos. Em Harvard, teve no atual presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, seu aluno mais ilustre. No Brasil, tem no artista baiano Caetano Veloso um dos mais ardorosos defensores de suas ideias.

(Postada por Vitor Hugo Soares, com informações da agência Reuters)

jun
29
Posted on 29-06-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 29-06-2009

“muy poquito”, diz Kirchner sobre a derrota peronista/Clarin
argentina
===================================================
Na primeira entrevista sobre as eleições parlamentares de domingo o ex-presidente da Argentina, Nestor Kirchner, reconheceu a derrota eleitoral dos justicialistas(peronismo) na madrugada desta segunda-feira (29). Então, já haviam sido contados quase 90% dos votos e os números marcavam uma diferença de 2,4 pontos para o candidato De Narváez, seu principal concorrente na Província de Buenos Aires, mais importante colégio eleitoral do país.

Andes de anunciar o seu afastamento de presidência do Partido Justicialista (peronista),na tarde desta segunda-feira, Kirchner pediu “serenidade” aos ganhadores do pleito que fazem oposição mais ferrenha ao governo da presidenta Cristina Kirchner, sua mulher, considerada pelos analistas políticos a principal derrotada de domingo. Segundo o diário “El Clarin”, o ex-presidente se esforçou por mencionar que o Governo ganhou em “muitissimas províncias”. Segundo El Clarin, jornal acusado pelos Kirchners de fazer “campanha cerrada contra o governo justicialista”, o oficialismo só obteve 30% dos votos a nível nacional e perdeu 22 cadeiras na Câmara dos Deputados.

“Perdemos por muy poquito (bem pouquinho) em Buenos Aires”, admitiu o ex presidente no comitê de campanha da Frente Justicialista para a Vitoria, onde, segundo o diário platense predominavam as caras fechadas e durante todo o dia se notou a ausência de dirigentes de envergadura. O reconhecimento de Kirchner chegou horas depois que De Narváez já festejara sua vitoria no comitê da Unión PRO, em Costa Salguero, na Grande Buenos Aires.

Para as 17 horas, na Casa Rosada, sede do governo argentino, está convocada a primeira entrevista coletiva da presidenta Cristina Kirchner, para falar sobre seu governo e os resultados das eleições parlamentares ee domingo.

Tudo pode acontecer, inclusive nada.

(Postada por Vitor Hugo Soares, com informações do El Clarin , de Buenos Aires, e agências internacionais de notícias)

jun
29

Dama de Ferro volta para casa/Imagem DN
dama1
==================================================
Conhecida mundialmente como “Dama de Ferro”, a ex-primeira-ministra britânica Margaret Thatcher regressou para casa nesta segunda-feira(29), depois de fica hospitalizada duas semanas, em razão de uma queda em que fraturou o braço esquerdo.

Thatcher, de 82 anos e que sofre há alguns anos de demência, segundo informa o jornal Diário de Notícias, de Lisboa, em sua edição on-line, acenou com o braço direito aos jornalistas que aguardavam a sua chegada junto à sua residência, mas não fez qualquer declaração.

Hospitalizada a 12 de Junho, Margareth Tatcher foi submetida a uma cirurgia para a colocação de um parafuso no braço.

Primeira-ministra durante 11 anos, de 04 de Maio de 1979 a 22 de Novembro de 1990, a conservadora Margaret Thatcher dividiu os britânicos com as suas reformas radicais, que lhe valeram o cognome de “Dama de Ferro”.

Não fala em público desde 2002 a conselho dos médicos, depois de ter sofrido vários ataques cerebrais, mas continua a participar em acontecimentos oficiais. A sua filha Carol revelou em 2008, nas suas memórias, que a mãe sofria de demência há sete anos.

jun
29
Posted on 29-06-2009
Filed Under (Artigos, Multimídia) by vitor on 29-06-2009

Maria Olívia

O Som Brasil da rede Globo, exibido na madrugada de sábado, 27, foi dedicado ao compositor e cantor João Bosco. Para celebrar a obra do artista, a bela apresentadora Camila Pitanga recebeu Zé Renato (hoje a voz masculina mais bonita do Brasil) que emprestou seu o canto aos sucessos: Kid Cavaquinho, De Frente para o Crime e Papel Marché; Zizi Possi, que dividiu com João Bosco as músicas Dois prá lá, Dois prá Cá e O Bêbado e o Equilibrista; e os representantes da novíssima geração, a mineira Elisa Paraiso que interpretou Bijuterias e Bala com Bala e o carioca Leandro Sapucahy que cantou Incompatibilidade de Gênios e Mestre Sala dos Mares.

Show dentro do show foram as presenças dos músicos Yamandu Costa e Ricardo Silveira, entre outros instrumentistas brasileiros de altíssima qualidade, que acompanharam João Bosco e seus convidados.Mineiro, João Bosco começou a tocar violão ao 12 anos de idade, incentivado pelo pai, seresteiro, e pela mãe, pianista e violinista. Desde então, nunca mais parou de compor e tocar, cada vez melhor.

Uma pergunta que não quer calar: por que um programa desse nível é exibido numa hora desta? Já que o programa é mensal, será que não daria para agendar o Som Brasil para após o Globo Repórter – já consagrado às 22 horas. Ou em lugar do desgastado Jô Soares?

Por favor, senhores da Vênus Platinada, botem esse programa mais cedo no ar!

O próximo programa, a ser exibido no final de julho, é com os Paralamas do Sucesso.

Se ligue e se mantenha acordado!

Olivia Soares é jornalista

===============================================
Em tempo: a música para começar o dia nesta segunda-feira, 29, dedicada a São Padro pelos católicos, é Papel Marchê, na interpretação inigualável de João Bosco. Prestem atenção, também, na poesia da letra absolutamente genial do baiano José Carlos Capinam. Confira(VHS).

jun
29
Posted on 29-06-2009
Filed Under (Artigos) by vitor on 29-06-2009

Deu na revista

Na coluna Holofote, assinada pelo repórter Felipe Patury, a revista Veja desta semana publica a seguinte nota:

Caça ao líder

“Os deputados do PP não dão sossego ao seu líder, Mario Negromonte, da Bahia. Gerso Peres, do Pará, foi à justiça para cassar o mandato do chefão. Peres alega que Negromonte violou o estatuto do PP ao concorrer à reeleição no fim de 2008. O juiz João Fisher Dias, de Brasília, acatou a tese, anulou a eleição de Negromonte e determinou que ele arcasse com 500 reais de custos processuais. O baiano pagou, mas recorreu da decisão.”

  • Arquivos