jun
24
Posted on 24-06-2009
Filed Under (Multimídia) by vitor on 24-06-2009

jun
24
Posted on 24-06-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 24-06-2009

Villa: “no és possible!”
espanha

Craques da seleção espanhola com as mãos na cabeça em sinal de desespero ou de incredulidade. Esta foi a imagem mais forte no final do jogo em que os modestos e surpreendentes americanos bateram por 2 a 0 “a melhor Espanha de todos os tempos” (como diziam orgulhosos até o começo do ermbate desta quarta-feira (24) os jornais Ibericos), resultado que deixa o temido time de Vicente de Bosque de fora da decisao da Copa das Confederações, na Africa do Sul.

A seleção dos Estados Unidos entregou as duas primeiras partidas do torneio, mas em troca agora jogará a final contra o vencedor da segunda semi-final, nesta quinta-feira(25) em que medirão forças a poderosa seleção do Brasil, pentacampeã mundial de futebol contra o mais que modesto time da anfritiã Africa do Sul. “Que o que se viu esta tarde sirva de alerta para a seleção de Dunga”, disse o ex-craque e atual comentarista Junior, ao falar sobre o jogo de amanhã.

O selecionado espanhol não fez uma boa primeira etapa e, para culminar, sofreu em contraataque um gol marcado pelo atacante Altdoore (que joga na Espanha) a meia hora de jogo. No segundo tempo o avassalador ataque do time de Del Bosque se mostrou impotente diande do goleiro americano Howard , mesmo tendo produzido significativas jogadas de área com perigosos chutes a gol. Em troca, no único ataque importante da segunda etapa os americanos marcaram o segundo gol, feito por Clint Dempesey depois de falha clamorosa de Sergio Ramos.

“De modo tão doloroso, e ante uma seleção de perfil tão baixo”, segundo avaliação do jornal “El Mundo”, a Espanha caiu em sua corrida triunfal de 15 vitorias consecutivas e 35 partidas sem perder, que a havia elevado “ao mais alto., voltando a perder uma jogo reliminatório como se de quartas de final se tratasse”.

Uma pena, mas igualmente uma grande lição do futebol para quem quiser aprender.

(Postada por: Vitor Hugo Soares)

jun
24
Posted on 24-06-2009
Filed Under (Multimídia) by vitor on 24-06-2009

24 de Junho, dia de São João no calendário de grandes datas para os católicos. No Bahia em Pauta segue o forró associado sempre a esta festa tão tipicamente nordestina. Para alegrar a festança fomos buscar no You Tube três dos maiores nomes do Nordeste na Música Popular Brasileira: o pernambucano de Petrolina (cidade de algumas das melhores recordações juninas deste editor) e os paraibanos Elba e Zé Ramalho. A música para começar o dia é “Taxi Lunar”, de Geraldinho, interpretadas pelos três na gravação ao vivo para o disco “O Grande Encontro”. Bota grande nisso! Confira.

(Vitor Hugo Soares)

jun
24
Posted on 24-06-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 24-06-2009

Lustosa, ex-presidente demitido
lustosa

A Controladoria Geral da União conseguiu pegar “com a mão na botija” e punir com demissão a bem do serviço público, esta semana, nove “peixes grandes” da Administração Pública Federal. A edição de terça-feira (23/06) do Diário Oficial da União (DOU) publicou portarias assinadas pelo ministro-chefe da CGU, Jorge Hage, que aplicam punições a nove dirigentes e servidores da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), envolvidos em irregularidades na contratação das empresas Digilab S/A, prestadora de serviços para a TV Funasa, e Aplauso Organização de Eventos Ltda. Entre os punidos, está Paulo de Tarso Lustosa, ex-presidente da Fundação.

Segundo informou a CGU, o processo administrativo disciplinar (PAD) foi instaurado na Corregedoria-Geral da União, para apurar responsabilidades na contratação da Digilab S/A e baseou-se em relatório prévio de auditoria da Secretaria Federal de Controle Interno, que considerou irregulares as contas de dirigentes da Funasa no exercício de 2006. Ao falar sobre o assunto na edição do Jornal Nacional (TV Globo), o ministro-chefe da CGU, Jorge Hage, assinalou que a FUNASA é uma das áreas da administração federal “onde mais têm sido detectadas irregularidades”.
Uma auditoria já havia identificado vários problemas na contratação de serviços especializados de multimídia, a exemplo de execução do contrato com custo 11 vezes maior que o previsto no projeto; falta de efetividade do projeto da TV; inexistência de estudos para o projeto da TV corporativa e ausência de detalhamento dos custos dos serviços que seriam prestados. As outras duas empresas que participaram da concorrência não tiveram sequer os envelopes com as propostas de preços abertos.
Ainda segundo a CGU, a comissão de processo disciplinar chegou à conclusão de que o contrato assinado em 2006 com a empresa Digilab S/A acarretou prejuízos graves à Funasa. A quantia paga durante os seis meses de contrato, no valor de R$ 6,2 milhões, foi dez vezes maior do que seria pago pela aquisição definitiva de todo o material que estava sendo alugado, que poderia ser adquirido por R$ 620 mil no mercado à época.
Com a comprovação das irregularidades, cinco agentes públicos foram penalizados com a destituição do cargo em comissão: Wagner de Barros Campos (Diretor de Administração); Eduardo Tarcísio Brito Targino (Presidente da Comissão Permanente de Licitação); Paulo Roberto de Albuquerque Garcia Coelho (Coordenador-Geral de Recursos Logísticos); Paulo Sandoval Junior (Coordenador de Modernização e de Sistemas de Informação) e Paulo de Tarso Lustosa da Costa (ex- presidente da Funasa).
Lustosa foi indiciado pela comissão disciplinar por não ter tomado providências para interromper a contratação irregular da Digilab S/A, mesmo tendo tomado conhecimento das constatações do relatório de auditoria interna da Funasa. O parecer da Consultoria Jurídica da CGU, que fundamenta a decisão do ministro Jorge Hage, afirma que Lustosa demonstrou “verdadeiro desprezo e desapego à função pública exercida e aos recursos públicos geridos, agindo, portanto, na contramão do interesse público”. O ex-presidente foi punido com a destituição do cargo público, ficando impedido de exercer outras funções públicas por cinco anos.

Ponto para a CGU. Apurar e, uma vez comprovado, punir severamente.É essim que se faz quando se defesa, efetivamente, combater a corrupçao nos municípios, nos estados ou no País.

(Postado por Vitor Hugo Soares)

jun
24
Posted on 24-06-2009
Filed Under (Artigos) by vitor on 24-06-2009

Museu Carlos Costa Pinto e Yatch: vai deixar acabar?
museu
————————————————————-
untitled
==================================================
CRÔNICA URBANA

NAUFRÁGIO DE UMA CIDADE

Gilson Nogueira

“Oh, Salvador da procissão de velas brancas no sentido da Bahia que Rosa Passos imagina quando canta em Candeias, que pena você estar, assim, tão diferente, tão modificada, tão desigual, tão quase desfigurada, tão sem graça!

Salvador, querida, sua preguiça poética não tem nada a ver com vadiagem. Mesmo que queiram, seus inimigos não irão roubar seu brilho, mais que tudo solar, seu azul de tontear, seus espaços preciosos de ficar. Nem matarão seus deuses da brisa soprando sempre novos amanheceres.

Oh, cidade amada secular que vê seus monumentos se deteriorando, a cada dia, enquanto seus gestores discutem quem é mais quem, com fome de poder insaciável, em composições políticas que esquecem seus problemas, que pena!

Oh, linda capital do berimbau, da cultura que não é teatral, quem foi que fez você ficar tão suja, tão feia, tão sem trato, tão violenta e maltratada, assim, de uma hora para outra?

Pode crer, Salvador, você tem tudo para voltar a ser aquela cidade encantadora, que, um dia, fez Caribé fazer, daqui, sua terra natal e desenhar e pintar você e sua gente e suas coisas para o mundo inteiro ver e admirar, que fez Caymmi eternizar a Lagoa do Abaeté, Ary Barroso imaginar a morena mais frajola da Bahia fugir, sem mesmo, como dizem, nunca ter estado aqui, que fez do acarajé, de seu Carnaval, de suas praias, de seus pedaços tantos, de paz , nacos deliciosos, manjares inigualáveis da alegria de viver!!!

E aí, Salvador, você vai ficar esperando o que, para dar um balão nesses assaltantes de suas terras, que tentam deflorar sua beleza? E o Yatch Club da Bahia, hein, que faz parte de você, de sua história, do seu mar, de sua paisagem, do orgulho de sua gente hospitaleira, quem irá impedir que ele venha a naufragar nas águas de tanta insensatez?

Está na hora de agir, Salvador, de você parar para pensar, urgentemente, em não deixar que o Museu Carlos Costa Pinto feche suas portas, para sempre, que o Dique do Tororó, que é dos Orixás, um dia, vire, simplesmente, estacionamento de veículos de uma copa do mundo de futebol que ninguém ter certeza se, aqui, a redonda vai rolar. Fique sabendo, minha doce aldeia, a Fonte Nova, hoje, é um monumento ao abandono, fruto das péssimas escolhas que você fez, de uns tempos para cá.

Acorda, já, Salvador, acorda, antes que lhe roubem seu pouco que restou! Não deixe morrer suas tradições. Impeça, antes que seja tarde, que mudem seu nome, na calada da noite, e resolvam, também, cobrar pedágio aos seus filhos que vão ao Bonfim. Axé, Salvador, é hora de despertar, para o bem da Bahia! Gilson Nogueira

Gilson Nogueira é jornalista

  • Arquivos