jun
18
Posted on 18-06-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 18-06-2009

Imagem de Hortensia, em 2003 (com Allende ao fundo)/ “El Mundo”
hortensia
==================================================
SANTIAGO DO CHILE- Morreu nesta quinta-feira (18) em sua residência, em Santiago do Chile, aos 94 anos de idade e larga trajetória de resistência, Hortensia Bussi, viúva do presidente chileno, Salvador Allende. Ela presidia a Fundação que leva o nome do marido, líder da Unidade Popular, morto dentro do Palácio de La Moneda, por ocasião do golpe militar comandado pelo ditador Augusto Pinochet.

Segundo a agência EFE, a família disse que “Tencha”‘, como a chamavam as pessoas mais próximas, estava acompanhada, nos últimos instantes de vida, por suas filhas Carmen Paz e Isabel Allende, esta última escritora e deputada socialista no Congresso do Chile.

Nascida em 22 de julho de 1914, Hortensia Bussi era professora titular de Historia e Geografía e depois do golpe militar que lhe custou a vida do marido, em 11 de setembro de 1973, se exilou no México. Em 1940 se casou con Salvador Allende, com quem teve três filhas: Carmen Paz, Beatriz, ja falecida, e Isabel.

Durante a ditadura de Augusto Pinochet, a viúva de Salvador Allende se comprometeu de forma decidida com as forças políticas que no exílio lutaram pela recuperação da democracia.

Quando Hortensia comemorou 94 anos, em julho do ano passado, a presidenta do Chile, Michelle Bachelet, lhe enviou uma carta de saudação em que transmitia sua admiração, “por seu exemplo de integridade e de consequência”, uma vez que firmou “seu enorme compromisso, ontem e hoje, com nossa democracia”.

De acordo com pessoas mais próximas a ela, Hortensia Bussi se manteve totalmente lúcida até os últimos momentos de sua vida.

Paz para Hortensia. Que viva Chile!

(Postado por Vitor Hugo Soares, com informações da agência EFE e jornal El Mundo, de Madri).

jun
18
Posted on 18-06-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 18-06-2009

Carlos Martins e os dados da Sefaz
martins
=================================================
Alertado por leitores atendos e especializados em análises de números do Fisco, este site-blog fez uma verificação dos dados da matéria “SEI e SEFAZ: números complicados da Bahia” postada no Bahia em Pauta dia 16/06/2009. Descobrimos ter cometido falha, que nos apressamos em corrigir.

Os dados da arrecadação do ICMS da SEFAZ referente ao 1º trimestre de 2008 estão em valores históricos, sem correção pela inflação, enquanto os dados do PIB apresentados pela SEI estão corrigidos pela inflação do período. Por este motivo a queda de arrecadação do ICMS de 8% que apontamos no 1º trimestre de 2009, foi apenas nominal, para apurar o valor real, bem maior, é necessário ajustar os dados de 2008 pela variação no período do Índice de Preços ao Consumidor Ampliado – IPCA, índice oficial da inflação brasileira.

Aplicando-se a correção de 5,90% no mês de fevereiro de 2008, 5,61% em março e 5,53% em abril, teremos a arrecadação do 1º trimestre de 2008, em valores dos meses correspondentes de 2009, de R$2.632.057,94, contra uma arrecadação do ICMS de R$2.291.695,00 em 2009, resultando numa queda real de arrecadação de 13% no 1º trimestre de 2009, em lugar dos 8% que citamos na matéria original, algo em torno de 340 milhões de reais.

Considerando que os dados do PIB da Bahia, divulgados pela SEI para o 1º trimestre de 2009 já considera os valores de 2008 corrigidos pela inflação oficial, para encontramos o acréscimo esperado da arrecadação do ICMS, em valores reais, basta aplicar os 2% apurados na matéria anterior no valor corrigido de 2008 (R$2.632.057,94 obtidos no parágrafo anterior), ou seja, uma arrecadação de ICMS de R$2.684.699,10 prevista no 1º trimestre de 2009.

Temos uma diferença de 15% entre a arrecadação do ICMS prevista e a realizada, uma quebra de expectativa de arrecadação de ICMS de 393 milhões de reais, apenas no 1º trimestre de 2009, que não pode ser explicada pela crise econômica.

Continuamos aguardando as explicações do Secretário Carlos Martins.

(Postado por Vitor Hugo Soares e equipe do Bahia em Pauta)

jun
18
Posted on 18-06-2009
Filed Under (Artigos) by vitor on 18-06-2009

Mendes: fim do diploma
gilmar
==================================================
O Jornalista Ivan de Carvalho assina nesta quinta-feira(18) em sua coluna política na tribuna da Bahia, artigo sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal, que extinguiu a exigência de diploma de nível superior para o exercício profissional do jornalismo. Em trecho do comentário com o título “Jornalismo sem Diploma”, Ivan lembra a exigência do diploma foi estabelecida por decreto-lei em 1969, durante fase aguda do regime militar. Antes disso, o diploma não era exigido e o que se fez agora foi restabelecer uma situação que anteriormente existia e fora eliminada.

“Esse decreto é mais um entulho do autoritarismo da ditadura militar que pretendia controlar as informações e afastar da redação dos veículos os intelectuais e pensadores que trabalhavam de forma isenta”, disse Lewandowski, ao proferir o seu voto, assinala o colunista em seu texto.

E prossegue: “O Ministério Público Federal entrou com ação em outubro 2001 para que não fosse exigido o diploma de jornalista para exercer a profissão. Uma liminar também de outubro de 2001 suspendeu a exigência do diploma de jornalismo.

Em outro trecho, Ivan assinala:

“Do que disse Mendes, porém, o mais importante me parece ser a observação – feita após dizer que “os jornalistas se dedicam ao exercício pleno da liberdade de expressão” – de que “o jornalismo e a liberdade de expressão, portanto, são atividades imbricadas por sua própria natureza e não podem ser pensadas e tratadas de forma separada”. Isso significa que estaria errado, na opinião dele (na minha, também) negar aos cidadãos não portadores de diploma de jornalista um dos instrumentos mais vitais para o exercício da liberdade de expressão.

O advogado da Fenaj, que defendeu a exigência do diploma, argumentou que “um artigo escrito por um inepto poderá ter um efeito devastador e transformar leitores em vítimas da má informação”, afirmou. De um artigo ou de uma reportagem ou de uma simples nota, diria eu. Mas existem no Código Penal instrumentos para se punir a informação errônea dada de má fé”…

======================================================
Leia o artigo de Ivan de Carvalho, na íntegra, na Tribuna da Bahia.

jun
18
Posted on 18-06-2009
Filed Under (Artigos) by vitor on 18-06-2009

Perguntar não ofende

Do jornalista Alex Ferraz, em sua coluna desta quita-feira(1), na Tribuna da Bahia:
================================================

“Dengue
E as águas limpas e paradas do monumento a Clériston Andrade (Garibaldi), do Campo Grande e outras praças, não são criadouros do mosquito da dengue?
Ah, bom! Pensei”.
==================================================
LEIA A COLUNA DE ALEX NA INTEGRA NO JORNAL TRIBUNA DA BAHIA

================================================

Acabou a partida entre as seleções de Brasil e Estados Unidos pela Copa das Confederações, que se realiza na Africa do Sul. Resultado: Brasil 3 a 0. Destaque especial para a alegre participação da torcida africana com suas cornetas e coreografias espetaculares. Para comemorar, a música para começar o dia vem do histórico concerto da Africa do Sul, no Zimbabwe,em 1987, organizado por Simon, no lançamento de um de seus discos mais inovadores, com a participação da saudosa cantora Mirian Makeba e dezenas de músicos e intérpretes sensacionais da Africa do Sul. Neste vídeo, Simon interpreta “Diamonds on the soles of her shoes, South Africa”, com Ladysmith black mambazo, Joseph shabalala, Ray Phiri, Miriam Makeba. Bonito de doer! Ouça e dance à vontade.

(Vitor Hugo Soares)

jun
18
Posted on 18-06-2009
Filed Under (Artigos, Entrevistas) by vitor on 18-06-2009

Top Gisele/O Globo
modelo1
===============================================
Deu no jornal:

Trecho da entrevista exclusiva concedida pela top-model brasileira, Gisele Bundchen, ao jornal O Globo, publicada na edição desta quinta-feira(18) do diário carioca:
======================================================

OG- “O presidente Lula quer lancer a candidatura da ministra Dilma Roussef para a presidência. O que você acha da possibilidade de termos uma mulher presidente?

GB- Não julgo as pessoas por gênero ou cor. Isso é só casca. A questão é saber qual é a melhor pessoa para fazer esse trabalho. Quem tem melhor índole, caráter, quem tem melhores ideias e a capacidade de realizá-las. Não interessa se é homem ou mulher, o importante é ter competência. O que eu mais acompanho no noticiário brasileiro, o que mais me interessa, são as riquezas naturais. Quero saber o que eles fazem com a Amazônia. Não acho que o governo está protegendo o bem mais precioso que o Brasil tem, que é a floresta Amazônica. Se algum presidente me mostrar o que está fazendo para proteger a Amazônia, aí sim ele ganha meu voto.

  • Arquivos