jun
17
Posted on 17-06-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 17-06-2009

Grazzi Brito

JUAZEIRO – Com a proximidade dos festejos juninos é comum, no interior, algumas famílias comprarem fogos de artifícios para revender em casa, uma situação bastante perigosa como foi comprovada, ontem (16), em Juazeiro, na margem baiana do Rio São Francisco.

Joana Gonçalves da Silva, uma senhora com mais de 60 anos, já há alguns anos revendia fogos de artifício em sua residência localizada no bairro Castelo Branco. D. Joaninha, como é conhecida, era referência para as crianças do bairro que buscam por traques, bombas, chuvinhas, etc. Uma atividade que parece ingênua, que mantêm a cultura e a tradição das festas juninas, mas que se transformou em um pesadelo para D. Joana e toda a vizinhança.

A aposentada que mora só, já se recolhia para dormir quando o incêndio começou, e logo se alastrou pela casa inteira. Ela acuada, com o fogo na sala de entrada, foi para o quintal da casa de onde foi retirada por vizinhos com a ajuda de uma escada. Foram longos minutos de pavor e medo, principalmente pela rapidez com que o fogo se espalhou e pela demora do corpo de bombeiros que, segundo a vizinhança, foi acionado assim que começaram os ‘pipocos’ dos fogos, chegando ao local bem depois, quando a moradora já havia sido retirada pelos vizinhos de forma bastante arriscada. Foram necessárias duas horas para conter as chamas que felizmente não atingiram as casas vizinhas.

O secretário municipal, Flávio Luiz Ribeiro, da SEIHASP (Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos), responsável pela fiscalização de vendas de fogos de artifício, diz que a polícia técnica ainda está investigando se foram realmente os fogos de artifício que deram início ou apenas ampliaram o incêndio.

Grazzi Brito, jornalista, mora em Juazeiro (BA)

jun
17
Posted on 17-06-2009
Filed Under (Artigos, Multimídia, Newsletter) by vitor on 17-06-2009


===============================================
Segue bombando como grande sucesso na Internet nesta quarta-feira(17), o vídeo em que o presidente Barack Obama aparece matando uma mosca durante uma entrevista para a emissora americana CNBC no Salão Executivo da Casa Branca.

O “feito” do presidente americano mereceu palmas de assessores do governo e membros da equipe de TV. Alguns jornais chegaram a afirmar que o líder americano “mostrou habilidades ninjas para matar o inseto que atrapalhava o andamento da conversa em um golpe único e certeiro”.

A mosca parecia aquela da sopa, que rendeu uma das composiçõpes de maior sucesso do baiano Raul Seixas. O presidente chegou a interromper sua fala para ordenar ao inseto: “saia daqui”. Não foi atendido. Em seguida ficou em silêncio e ergueu a mão direita agurdando que a mosca pousasse. Com um golpe rápido, Obama matou a mosca e retomou o diálogo com o repórter: “Bem, onde nós paramos?”.

O presidente Lula, que é “o cara” segundo Obama, não teria feito melhor. Deve ter sentido inveja.

Inperdível

(Postado por:Vitor Hugo Soares)

Iemanjá junina/Imagem Carmela Talento
iemanja1

O Blog do Rio Vermelho (http://blogdoriovermelho.blogspot.com), da jornalista Carmela Talento, traz um flagrante jornalístico exclusivo -texto e foto – das filmagens de “Capitães de Areia”, em Salvador, inspirado no romance homônimo de Jorge Amado e dirigido pela neta do escritor, Cecília Amado
====================================================
“EXLUSIVO
======================================================

“Uma das cenas do filme Capitães de Areia no momento da entrega do presente a Iemanjá flagrada pelo blog do Rio Vermelho, durante a gravação. Alguns figurantes são pescadores da Colônia de Pesca Z1. Todo o reboco da Casa do Peso foi retirado, inclusive o mosaico que enfeitava a entrada,deixando toda a Colonia com a cor de barro, certamente mais adequada ao periodo que o livro de Jorge Amado se reporta.Detalha: quando estava fotografando, um pescador se queixava de que não havia sido indicado pela diretoria da colonia para participar das filmagens. “Dou um duro danado aqui quando é para ganhar uma graninha, sou excluido, mas deixe estar, da mesma manieira que ele tá lá encima ele vai cair, não viu o outro?, dizia em tom ameaçador, fazendo referência ao ex-presidente da Colônia destituido do cargo no inicio do ano”.

O filme “Capitães de Areia” conta a história da turma de garotos liderada por Pedro Bala, nas ruas de Salvador. Os 13 atores não-profissionais foram selecionados entre mais de mil garotos vindos principamente de organizações não-governamentais baianas, dentre as quais a Fundação Cidade Mãe, Projeto Axé, Olodum, Pracatum, Liceu, Picolino.

O tema central é a infância carente, o drama social, que se origina na falta de estrutura familiar, no escasso acesso à educação e na miséria, adaptado do um dos livros mais conhecidos internacionalmente de Jorge Amado.

O longa-metragem é uma co-produção do Rio de Janeiro e a Bahia, através da empresa Araçá Azul Cinema e Vídeo. A previsão de lançamento é para julho do próximo ano, e já conta com distribuições marcadas para o mercado internacional e nacional.

jun
17

Passada a terça-feira (16) gorda na Assembléia Legislativa da Bahia, os olhos se voltam com preocupaçãp novamente para a casa dos deputados. E com motivos de sobra para isso.

Servidores do poder legislativo, os chamados Secretários Parlamentares (SPs), que trabalham nos gabinetes dos parlamentares, andavam em polvorosa hoje nos corredores e corredores da Casa, atônitos diante da possibilidade da aprovação de um projeto de lei, de autoria da Mesa Diretora alterando o Art. 46 da Lei 8.971, que dispõe sobre a gratificação por tempo de serviço, em valores e critérios semelhantes ao FGTS, concedido a esses servidores quando são exonerados ou quando se aposentam.

Assim como no Senado Federal, a Assembléia legisla de forma obscura e questionável para muita gente. Quando se trata de projetos de aumentos dos benefícios dos deputados, os projetos são publicados por códigos para não chamar a atenção da imprensa, quando as propostas retiram direitos dos servidores a prática não é a mesma. Apesar de estar publicado no site oficial da AL, o internauta não tem acesso ao teor do projeto, tem acesso apenas à ementa.

Isso tem gerado dúvidas e todo tipo suposição quanto ao teor da proposta de alteração do artigo 46 da Lei das gratificações, levantada ontem. A rádio corredor funcionou como nunca, com muito choro e ranger de dentes.

Na sessão plenária de ontem, quando questionado pelo deputado Isaac Cunha, o presidente Marcelo Nilo avisou que irá colocar em votação o projeto no mês de agosto. Segundo ele, o projeto irá corrigir algumas injustiças e diminuir os custos da Casa. Faltou o presidente explicar quais as injustiças que justificariam a mudança da lei.

Além disso, preocupa também o fato de que as medidas de cortes de custos na Casa , em geral tem sido direcionado apenas para o servidor. Dos deputados nenhum benefício foi cortado ou reduzido. Os dez mil reais de combustível, os seis mil e novecentos reais em passagens, o auxílio moradia e a verba indenizatória continuam com d’antes no quartel de abrantes.

A conferir

(Vitor Hugo Soares)


Além de ser o dono da frase do dia neste site-blog o “tremendão” Erasmo Carlos é, também, o autor da música para começar esta quarta-feira(17) no Bahia em Pauta. Entre tantas de primeira linha ofertadas pelo You Tube, a escolhida é “Mesmo que seja eu”. Canção e vídeo bem anos 70, com letra, melodia e e imagens repletas da ingenuidade e das coisas simples que alegram corpo e alma. No meio do “saloon” aparece também o parceiro e “irmão” de Erasmo, o rei Roberto, na plenitude da Jovem Guarda. Observe e curta.

(Vitor Hugo Soares)

jun
17
Posted on 17-06-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 17-06-2009

Assembléia: “porteira aberta”
assembleia
==================================================
Enquanto todas as atenções de atores e platéia se concentravam no espetáculo no Tribunal de Contas do Estado, onde se discutia em meio a grandes tempestades emocionais e poucos fatos as contas do governo Wagner, a terça-feira (16) foi de completa paz na Assembléia. “Dia de porteira aberta” , como se comentava nesta quarta-feira nos corredores da Casa.

Foram votados por acordo todos os projetos que estavam na pauta, incluindo alguns projetos de deputados e propostas do Poder Executivo, incluindo os dois turnos da Lei de Diretrizes Orçamentárias e projetos do TCE e do Ministério Público Estadual(reajuste)

Passou na maior tranquilidade até uma Proposta de Emenda Constitucional(PEC), de autoria do deputado Luciano Simões, que altera o Art. 39 da Constituição do Estado, estendendo aos parlamentares a possibilidade de adquirir a estabilidade econômica durante a ocupação do mandato parlamentar. Essa alteração permite que o deputado, após dez anos de mandato, possa se beneficiar da estabilidade econômica sendo ele servidor público estadual.

Nada mal!

(Vitor Hugo Soares)

  • Arquivos