jun
16
Postado em 16-06-2009
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 16-06-2009 23:12

Hage: ambiente de integridade
hage
===================================================

O poder público e a iniciativa privada tentam estreitar laços para atuar em conjunto no combate à corrupção no País, pelo menos em algumas áreas. Nesta terça-feira (16) a Controladoria-Geral da União (CGU), o Instituto Ethos e o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (Unodc) lançaram durante a décima edição da Conferência Internacional do Instituto Ethos, em São Paulo, o manual “A Responsabilidade Social das Empresas no Combate à Corrupção”.

O ministro-chefe da CGU, Jorge Hage, assinalou que a iniciativa busca promover um ambiente de integridade no setor empresarial e sensibilizar as empresas para o papel determinante que podem exercer na luta contra a corrupção. “Ao adotar voluntariamente um conjunto de princípios que garantam um sistema de integridade nas relações com o setor público, com seus colaboradores e com os demais setores do mercado, as empresas engajadas na luta contra a corrupção poderão se tornar uma referência exemplar para toda a sociedade”, diz o ministro.  

Jorge Hage chamou a atenção ainda para o caráter inovador da parceria entre o poder público e a iniciativa privada no combate à corrupção. Sustentou que, ao criar, no curto prazo, aparentes vantagens às empresas, a prática de ilícitos leva à falsa percepção de que pode ser vantajosa. Mas, como lembra um dos prefácios do manual lançado hoje, “a corrupção distorce a competitividade, estabelecendo formas de concorrência desleal, e deteriora os mecanismos de livre mercado, o que gera insegurança no meio empresarial, afugenta novos investimentos, encarece produtos e serviços e destrói a ética nos negócios, afastando qualquer possibilidade de lucratividade consistente no longo prazo”.   

Nesta edição, a Conferência Internacional do Instituto Ethos discute o tema “Rumo a uma Nova Economia Global: A Transformação das Pessoas, das Empresas e da Sociedade”. Os convidados debaterão a respeito das transformações que pessoas, empresas, sociedade e Estado precisam empreender para construir uma nova economia global, mais justa e sustentável. 
O ministro Jorge Hage participou, como expositor, do painel “Crise Econômica: Mais Corrupção ou a Oportunidade de um Novo Modelo?”. O painel aconteceu às 14h30 e teve como moderadora a jornalista Miriam Leitão.

 

Be Sociable, Share!

Comentários

[…] (16) a Controladoria-Geral da União (CGU), o Instituto Ethos eo … fique por dentro clique aqui. Fonte: […]


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos