jun
10
Postado em 10-06-2009
Arquivado em (Artigos) por vitor em 10-06-2009 19:29

Nem durante o velório do deputado Jonga Bacelar, o voto reprovativo sobre as contas do governo Wagner de 2008 saiu da atenção dos parlamentares na Assembléia Legislativa da Bahia. O conselheiro do TCE e ex-presidente das duas Casas, Antonio Honorato, ao levar seu sentimento de pesar aos familiares do Deputado falecido foi discretamente abordado por parlamentares sobre qual seria o seu voto e o resultado do julgamento do TCE, que ocorrerá no próximo dia 16.

Honorato, defendendo sutilmente sua função de magistrado, lembrou que, apesar de ter relações cordiais com cinco dos seis conselheiros, não se sentia à vontade e nem poderia lhes perguntar sobre qual seria o desfecho de tão polêmica e aguardada decisão.

E, sobre seu voto, comentou que o mesmo se encontrava em fase de elaboração, e que, “jamais teceria qualquer comentário sobre ele, a não ser no dia do julgamento”.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos