jun
08
Postado em 08-06-2009
Arquivado em (Artigos) por vitor em 08-06-2009 11:15

================================================
Nos corredores do Ministério Público Federal (MPF), na Bahia, os procuradores não escondem um sentimento desordenado, mas que julgam consistente: o espanto com a frequência assustadora de críticas ao órgão na mídia local. Não se trataria mais do velho esporte de pisar em ovos, e sim em canivetes. Nas avaliações de bastidores, a lâmina começou a ser amolada depois das ações do MPF em defesa do meio ambiente de Salvador, com o pedido de interdição de empreendimentos públicos e privados na Avenida Paralela, jóia das imobiliárias, onde se devasta rapidamente resquícios de Mata Atlântica. Desde o início desses atos, os membros do MP sentem uma estranha avalanche de “ataques” da mídia isenta e imparcial.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos