jun
02
Posted on 02-06-2009
Filed Under (Artigos) by vitor on 02-06-2009

desastre
CRÔNICA / PARIS-RIO

============================================

DEVEDORA DA PRÓPRIA EMOÇÃO

Aparecida Torneros

Saí de Paris na manhã ensolarada de um domingo primaveril depois de viver dias de sonhos realizados, entre amigas e com a companhia de um amor brasileiro que vive na França, desde 68.

Histórias pessoais que se confundem com os tempos modernos da nossa geração, e ali estava eu a descontar décadas de imaginação de como seria nosso encontro um dia. Foi tudo perfeito, sim, porque estar em Paris já, por si só, torna a vida perfeitamente vivível e supostamente conclusiva. Passear por suas ruas, estar à beira do Sena, contemplar a torre Eifel, observar seus barcos singrando levemente nas águas das tardes longas e ver seu por do sol pelas dez da noite, tudo compõe
um quadro entrecortado de doces expectativas.

Se entro na catedral de Notre Daime e o órgão dispara a tocar canção solene, elevo-me ao encontro do Deus universalmente poderoso e peço pela paz dos seres humanos, agradeço tantos bens e tantos amores, solicito um tempo para os que ainda esperam encontrar seus pares verdadeiros. Aceito as intempéries e me perdoo por ser ainda tão inconsistente e egoísta tantas vezes. Mas, me refaço enquanto busco o olhar de alguém que virá me ver no penultimo dia. Virá de longe, trará a mensagem do coração, e a humildade da doação.

Mas, tudo que for possível viver e trocar, nossas andanças pela Sorbonne, o Quartier Latin, o jantar arrastado entre vinhos e purês, cada gesto de reconhecimento será definitivamente marcado pela surpresa de estarmos tão felizes como dois jovens da geração 70, lembrando que naquelas ruas o pau comeu e o mundo mudou.

Juntos, de mãos dadas, vamos recordar uma Paris onde só estive antes em pensamento e que o viu menino, um guri de 16 anos, imigrante brasileiro, disposto da viver ali e se tornar um cidadão franco-brasileiro.
Pois o tempo parou para nos proporcionar a rodagem de um filme, cujos protagonistas fomos nós dois. Os cinquentões sonhadores de outrora, e os jovens de hoje, esses jovens de cabelos embranquecidos nos quais nos tornamos para sentir a Paris que nos recebeu com festa, saudações e paixões ressuscitadas.

Imaginem o que foi desperdir-se de tudo isso, depois dos 20 dias maravilhosos na Europa, encerrados na capital do Amor?
Só ouvi a ressonância de uma frase repercutida no coração que falava do amor, e da saudade eterna.

Entao, depois de um vôo Paris, Madri, Rio, de quase 12 horas, com muita turbulência, cheguei ao Rio e avistei o avião da Air France que decolaria naquela noite de domingo rumo à cidade de onde eu acabava de chegar repleta de boas lembranças.

Acordei na segunda-feira sob o impacto da notícia trágica do desaparecimento da aeronave. Passei um dia dificil, angustiada, triste, lamentosa, e fui até a igreja rezar pelas vítimas do acidente e seus familiares e amigos.

Dentro de mim, uma Paris que sobrevive repleta de felicidades, mas, na fatalidade ocorrida na mesma rota, meu sentimento de impotência, dor e perplexidade pelos sonhos desfeitos ou não realizados dos que viajaram para os céus do desconhecido.

Apenas um ponto de mutação me consola, sonhos voam além do espaço e do tempo, e as almas são capazes de empreender feitos etéreos, desafiando prognósticos infelizes, por isso, creio que muitas delas passeiam por Paris, a despeito da dimensão humana, e agora, ali comemoram invisíveis, seus sonhos de amor e suas alegrias de ultrapassar a limitada vida.

Cida Torneros, jornalista e escritora, é autora do livro “A Mulher Necessária , acaba de retornar de Paris.

Ministro Jobim: confirmação e descrença

jobim
========================================
Acabou por volta das l7h desta terça-feira(2) , no Hotel Windsor, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, a entrevista coletiva do ministro de Defesa, Nelson Jobim. Ele confirmou que são do AirBus da Air France que despareceu durante o vôo Rio-Paris na noite do último domingo (31), os destroços foram encontrados por volta das 12h30 de hoje.

“São cerca de 5 km de área onde estão os destroços” informou o ministro, que respondeu perguntas sobre as operações que terão como bases principais a ilha de Fernando de Noronha e Recife, em Pernambuco, para recolher destroços do avião e corpos de passageiros e tripulantes do avião que caiu no mar de águas profundas. Ao responder à última pergunda da coletiva, Jobim mostrou-se descrente quanto à possibilidade de ser encontrada a caixa preta com as gravações dos últimos momentos antes do desastre no vôo Rio-Paris.

“Estamos falando de operações de resgate em uma área onde a profundidado do mar é de mais de 2 mil metros e, ao que sei, a caixa preta que, na verdade é cor de rosa, não boia. Tentaremos tudo, mas não será fácil”, admitiu o ministro da Defesa.

São de diversos tipos os destroços encontrados: fios, objetos metálicos, tonel, cadeiras, entre outros elementos, segundo Jobim. Ele explicou que a investigação das circunstâncias e das causas do acidente serão realizadas pelo governo francês. Caso cheguem navios franceses para auxiliar no recolhimento de destroços, eles integrarão a operação brasileira já em andamento, acrescentou Jobim.

(Vitor Hugo Soares, com informações da Rádio Band News-Salvador)

jun
02
Posted on 02-06-2009
Filed Under (Multimídia) by vitor on 02-06-2009


=================================================
A música para começar o dia nesta terça-feira (2) é “Medo de Avião”, um clássico da MPB, sucesso dos anos 70/80, de autoria de Belchior. É uma canção auto-explicativa nestes dias de buscas nas águas do Atlântico do AirBus da Air France, que fazia o vôo Rio-Paris e desapareceu com 228 pessoas a bordo. O artista cearense fala com humor, originalidade e delicadeza sobre o temor que permeia o nascimento de uma paixão. Quantos temores e quantos amores no vôo da Air France?(Vitor Hugo Soares)
======================================================

Medo de Avião
Belchior

Foi por medo de avião
Que eu segurei
Pela primeira vez
A tua mão
Um gole de conhaque
Aquele toque em teu cetim
Que coisa adolescente
James Dean…

Foi por medo de avião
Que eu segurei
Pela primeira vez
A tua mão
Não fico mais nervoso
Você já não grita
E a aeromoca, sexy
Fica mais bonita…

Foi por medo de avião
Que eu segurei
Pela primeira vez
A tua mão
Agora ficou fácil
Todo mundo compreende
Aquele toque Beatle
I wanna hold your hand
Agora ficou fácil
Todo mundo compreende
Aquele toque Beatle
I wanna hold your hand
Aquele toque Beatle
I wanna hold your hand…

Yeh, Yeh, Yeh!
Yeh, Yeh, Yeh!
Yeh, Yeh, Yeh!
Yeeeh!

jun
02
Posted on 02-06-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 02-06-2009

Zé Alencar: solidariedade a familiatres de desaparecidos/NYT
alencar2
=================================================
“O pior cenário”, previsto desde a manhã de segunda-feira pelo ministro de Desenvolvimento da França, infelizmente parece próximo de ser confirmado. Aviões de busca da Força Aérea Brasileira (FAB) avistaram na madrugada desta terça-feira(2) em área de águas profundas do Oceano Atlântico alguns destroços que podem ser do Airbus da Air France que desapareceu na madrugada de ontem quando fazia o trajecto entre o Rio de Janeiro e Paris.

Segundo o coronel Jorge Amaral, da FAB, foram avistados uma cadeira, uma bóia laranja, um tambor e pequenos pedaços brancos, que podem ser de fuselagem do aparelho, além de manchas de óleo. Os destroços estavam espalhados por uma área de 60 km, a 650 km a nordeste da ilha brasileira de Fernando de Noronha, onde opera o centro avançado das operações de busca.

Segundo reportagem publicada na edição on-line do jornal Expresso, de Lisboa, o oficial brasileiro revelou também, que os destroços foram avistados por volta das 6h45 locais (10h45 em Lisboa), mas, pela pouca quantidade e porque o número de série não foi identificado, ainda é muito cedo para se afirmar que pertencem ao Airbus, onde viajavam 228 pessoas.

Ainda antes da chegada dos navios da Marinha brasileira (previsto para esta madrugada) que  partiram ontem de vários portos do país, três navios da marinha mercante, que navegam perto do local, foram autorizados a recolher os primeiros destroços avistados por via área esta madrugada.

Segundo o diário europeu, o aparecimento desses destroços mudou a área de buscas, pois está fora da rota que o Airbus deveria ter seguido, o que dá a ideia, se pertencerem mesmo ao avião da Air France, de que o piloto saiu da rota estabelecida, ou contra vontade ou para tentar fugir da violenta tempestade enfrentada pelo vôo do AirBus que desapareceu e ainda permanece hoje. A área não é coberta por nenhum radar.

DESTROÇOS NO SENEGAL

Segundo o Expresso, o governo do Senegal informou as autoridades brasileiras que encontrou na sua área marítima territorial destroços que podem eventualmente ser do avião desaparecido A 330 da Air France que caiu na madrugada de segunda-feira no Oceano Atlântico.

Esta madrugada dois aparelhos brasileiros dotados de tecnologia e radares que permitiriam detectar destroços do airbus A 330 prosseguiram e intensificaram as buscas a cerca de 1.100 quilômetros ao largo da costa brasileira mas até ao momento, nada foi detectado, diz o Expresso.

(Postada por:Vitor Hugo Soares, com imformações do Expresso, Radio Band News e agência EFE)

jun
02
Posted on 02-06-2009
Filed Under (Newsletter) by vitor on 02-06-2009

Kaká: pela última vez”
kaka1

===============================================
Antes de tomar um vôo para o Brasil, onde vai juntar-se à seleção do país para a disputa de mais dois jogos na fase classificatória para a Copa do Mundo – contra Uruguai, em Montevideu, e Paraguai, em Recife – o meia brasileiro Kaká garantiu que quer permanecer na Italia, jogando pelo Milan, respondendo assim às intenções de Florentino Perez, novo presidente do Real Madrid, que pretendia contar com o jogados na próxima temporada.

Em declarações reproduzidas pelo diário italiano Gazzetta dello Sport nesta terça-feira(2)segunda-feira, Kaká foi enfático: «Vou dizer pela pela última vez. A última. Não quero sair do Milan. Peço, por favor. Neste período prefiro manter o silêncio, porque não quero ser mal interpretado ou, pior ainda, instrumentalizado», reagiu o meia, eleito o melhor jogador do mundo hás dois anos.

«Eu quero continuar a ganhar com o Milan. A partir de hoje, este assunto está encerrado»,
sublinhou Kaká, manifestando-se satisfeito pela qualificação direta do Milan para a Liga dos Campeões, graças à vitória da rodada passada pelo campeonato italiano, sobre a Fiorentina, por 2 a 0.

(Por:Vitor Hugo Soares)

  • Arquivos