maio
17
Postado em 17-05-2009
Arquivado em (Artigos) por vitor em 17-05-2009 11:19

Humor incomoda Cristina
programa
cristina
================================================
Se a presidenta da Argentina, Cristina Fernandez de Kirchner, já andava estressada há meses com a turma de preto do programa humorístico semanal de televisão CQC (Custe o que Custar) -“uma praga que me persegue onde quer que eu vá”-, ultimamente ganhou motivo ainda maior de preocupação e contrariedade com o programa diário de TV de maior audiência em seu país, “Gran Cuñado”.

Segundo o jornal espanhol, “El Mundo”, um dos diários mais lidos de Madri, Cristina não anda satisfeita com as imitações que fazem com ela no, ‘Gran Cuñado’, um espaço de humos político, inspirado no reality show ‘Gran Hermano’, que em sua versão 2009 tambem satiriza a seu marido e ex-presidente Néstor Kirchner, mais 16 altos funcionários e dirigentes de seu governo.

RISADA ARGENTINA -‘Gran Cuñado’, conduzido por Marcelo Tinelli, é transmitido todas as noites pelo Canal 13, que pertence ao grupo midiático Clarin, diário argentino que os Kirchner consideram seu pior inimigo jornalístico. O programa – segundo pesquisas – bateu esta semana marcas históricas de audiência, com 40 pontos em cada emissão. O segundo de publicidade em Gran Cuñado custa o equivalente a 1.000 euros, “uma fortuna para o mercado local”, segundo o madrilhenho “El Mundo”.

A imitação de Cristina Kirchner, a cargo do ator Martín Bossi, recria trejeitos da presidenta, a voz que tenta imitar Eva Perón nos comícios, seus “micos” de linguagem ao remarcar o genero femenino , a obsessão no cuidado do cabelo e da estética, os vestidos “estridentes” da Presidenta.

Cada dia , segundo os analistas e jornalistas que cobrem a Casa Rosada, fica mais evidente que a peronista Cristina Kirchner não se sente nada bem quando fazem mofa com ela na tela e meia Argentina ri. Por isso, no dia seguinte a uma dessas edições saiu em várias emisoras de rádio o ministro da Justiça, Anibal Fernández (habitual porta-voz oficial) a anunciar que, na opinião do governo, deveria regular-se o número de ‘Gran Cuñado’ porque “é a Presidenta e há excessos” (na imitação)

No entanto, Fernández voltou a falar esta semana nos microfones, mostrando sinais de arrependimento por haver ameaçado “regular”, com medida de Estado, um programa de humor, possibilidade que registra como único antecedente o ditador militar e general Juan Carlos Onganía, que em 1967 fechou a revista de humor ‘Tía Vicenta’ porque fazia caricaturas com ele.

Enquanto a política ferve, o povo argentino gargalha com os trejeitos da presidenta Cristina e os tropeções de seus dirigentes. Bravo!

(Por Vitor Hugo Soares, com El Mundo e agências de notícia

Be Sociable, Share!

Comentários

Lena on 17 Maio, 2009 at 15:48 #

Estranhissima mesmo,esta criatura…pra ficar mais fiel ainda, so faltou mostrarem-na “cochichando com Lula, situaçao muito comum na midia,quando os dois se encontram, por sinal, nada raro esses encontros.


Lena on 17 Maio, 2009 at 15:49 #

Em tempo, a copia parece muuuiito mais bonita e simpatica que o original,rs.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos