maio
16
Postado em 16-05-2009
Arquivado em (Artigos) por vitor em 16-05-2009 11:46

Ivan e Maurício, sobrinhos:Emoção à flor da pele
ivan1
A memória do baiano de Santo Amaro da Purificação , José Mutti de Carvalho, líder legendário das lutas sindicais na Bahia e no Brasil, segue mais viva que nunca. Isto ficou demonstrado na quinta-feira passada, quando o auditório do Sindicato dos Bancários da Bahia, na Avenida Sete de Setembro (no Corredor das Mercês) se revelou pequeno, lotado de gente – bancários, sindicalistas da capital e da região canavieira do Recôncavo, familiares e ex-companheiros de de lutas históricas -, durante o lançamento do livro “Mutti de Carvalho, um líder nato”, de autoria de Euclides Fagundes Neves.

Pioneiro fundador do SBBA, em 1933, Mutti teve passagem breve mas decisiva na organização e liderança do movimento operário baiano e nacional na primeira metade do século passado. “Mutti foi destemido e representou muito não somente para os bancários, mas para todo o conjunto dos trabalhadores, pelas iniciativas em organizar a luta sindical no nosso Estado”, diz Fagundes Neves, autor do livro e atual presidente do SBBA.

Na apresenntação o diretor do SBBA, Everaldo Augusto, assinala a relevância da publicação para a memória da categoria. “O livro preenche uma lacuna e contribui muito para apresentar Mutti às novas gerações, que precisam de referências históricas”. A irmã de Mutti, Leonor Mutti de Carvalho, visivelmente emocionada, agradeceu as iniciativas do Sindicato para recuperar a trajetória indiscutível do líder sindical, morto prematuramente em 1937, e que deixou um imenso vácuo no movimento sindical. Raymundo Reis, ex-presidente do SBBA, também participou do lançamento.

Mais de sete décadas depois da morte de Mutti, o livro ajuda recompor uma parte marcante e crucial da história do militante, dirigente sindical, homem que influenciou toda uma geração de trabalhadores, nascido em uma família com outros membros também de passagem destacada no chamado movimento sindical e de esquerda na Bahia e no País, particularmente na região das plantações de cana do Recôncavo..

Entre os presentes ao lançamento o jornalista político da Tribuna da Bahia, Ivan Carvalho,sobrinho de Mutti de Carvalho, que recordou detalhes interessantes da vida do tio e da família do líder sindical, que é também a sua.

Cinco dos 13 irmãos de Zé Mutti vieram ao mundo, em parto natural, na casa do casal Veloso – dona Canô e sêu Zeca – pais dos artistas Caetano Veloso e Maria Bethânia. O líder sindical, porém, nasceu na Rua do Imperador, 31, a famosa do Cais de Araújo Pinho, “onde o Imperador fez xixi”, como registra “Trilhos Urbanos”, uma das mais belas e expressivas composições de Caetano.

“Mutti de Carvalho, líder nato” é leitura mais que recomendável. para sindicalista ou não.

(Vitor Hugo Soares)

Be Sociable, Share!

Comentários

angelo rocha on 4 setembro, 2013 at 15:32 #

Estou escrevendo um livro sobre jequié, e no livro ,decereia abotdar a curta passagem de Mutti de Carvalho pela cidade,GRATO PELO BLOG ANGELO


angelo rocha on 4 setembro, 2013 at 15:35 #

Desculpem os erros,o teclado tá com defeito, No Livro sobre Jequié ,abordo a curta passagem de Mutti de Carvalho pela cidade


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos