maio
13
Postado em 13-05-2009
Arquivado em (Artigos) por vitor em 13-05-2009 00:54

festival

CANNES-2009

Se você daqueles apaixonados pelo cinema de verdade prepare o coração para novas e grandes emoções.

Pela 62.ª vez, o mundo do cinema instala-se de armas e bagagens na Cote d’Azur, para mais uma edição do Festival de Cannes. Com uma novidade absoluta, este ano. É que hoje à noite, pela primeira vez na história deste grande acontecimento da sétima arte, em vez das estrelas de carne e osso que costumam pisar a Croisette, a tela da grande sala Lumière do Palácio dos Festivais acolherár os mais improváveis heróis de “Up – Altas Aventuras”, a última maravilha da animação digital e em 3D da Pixar, que inaugura Cannes-2009.

Este fato, segundo escreve o enviado do diário português a Cannes, João Atunes, confirma não só a cada vez maior atenção aos mais variados géneros cinematográficos por parte dos organizadores do festival, como a animação e o documentário, e o “namoro” cada vez maior em relação à indústria cinematográfica de Hollywood, “indispensável para trazer até ao Sul de França a parada de estrelas de que os muitos milhares de pessoas que se acantonam todos os dias em frente à mítica passadeira vermelha desejam ver de perto”.

GLAMOUR E DESCOBERTAS- Mas, segundo o repórter do DN, é no equilíbrio entre o glamour das estrelas e a paixão da descoberta de novos autores, passando pela confirmação dos maiores talentos da arte cinematográfica actual, que Cannes vai mantendo, sem nenhum arranhão, o status de maior festival de cinema do Mundo.

Em Cannes estão a partir desta quarta-feira, os últimos filmes de Pedro Almodóvar, Marco Bellocchio, Jane Campion, Michael Haneke, Ang Lee, Ken Loach, Alain Resnais, Quentin Tarantino, Johnnie To, Tsai Ming-liang ou Lars von Trier. Um naipe de cineastas de prestígio acima de qualquer dúvida.

Pelo menos dois cineastas brasileiros terão suas obras exibidas no 62ª Festival de Cannes, que vai até 24 de maio. Heitor Dhalia, de Nina e O Cheiro do Ralo, vai apresentar seu novo longa, À Deriva, na seleção oficial da mostra Un Certain Regard.

Já a estreante Vera Egito foi convidada a exibir seus dois primeiros curtas, Espalhadas pelo Ar e O Elo, na abertura e no encerramento da Semana da Crítica, um dos principais eventos paralelos à competição oficial do festival.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos