maio
01
Postado em 01-05-2009
Arquivado em (Artigos) por bahiaempauta em 01-05-2009 22:51


Ulbra:resta a memória

==================================================

Em reportagem especial produzida em Salvador para o portal UOL, do grupo Folha de S. Paulo, o reporter esportivo baiano, Eliano Jorge, depois de exaustiva pesquisa e muita aplicação, chegou a descoberta surpreendente sobre o desaparecimento de quase metade de antigos campeões do futebol do Brasil em 107 anos de profissionalismo.

Revela a matéria da UOL: “desde o pioneiro Campeonato Paulista de 1902, nada menos do que 329 equipes comemoraram títulos estaduais no país. Mas apenas 171 delas ainda participam do futebol profissional. Ou seja, o Brasil se ressente de 158 clubes vencedores, o que corresponde a 48% do total de campeões.

Juntos, eles somam 368 conquistas. Pelo menos 82 dessas entidades estão extintas, oito deram origens a outros times por meio de fusões e 68 afastaram-se da categoria profissional.

Nesta temporada, 195 antigos campeões estão fora das primeiras divisões estaduais, devido a rebaixamento, suspensão, licença temporária ou abandono definitivo. Com eles, saem de cena currículos que incluem 494 taças dessas próprias competições”.

Alegando problemas financeiros, neste ano quatro vencedores de estaduais se licenciaram: a atual tricampeã rondoniense Ulbra Ji-Paraná, o tocantinense Alvorada, os roraimenses Baré e River. Para 2010, mais baixas são esperadas, pois oito times tradicionais já caíram e três sofrem ameaça de rebaixamento.

Das 27 unidades federativas, 12 têm ao menos metade de seus campeões longe de competições profissionais: Amazonas (56,25%), Bahia (73,68%), Ceará (54,54%), Espírito Santo (64,7%), Distrito Federal (70%), Maranhão (61,53%), Paraíba (55,55%), Piauí (50%), Rondônia (76,92%), Roraima (50%), Santa Catarina (63,63%) e São Paulo (53,33%).”

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos