abr
30
Postado em 30-04-2009
Arquivado em (Artigos) por bahiaempauta em 30-04-2009 00:19


Quase vazio avião viaja de Miami para o México

As principais autoridades sanitárias da linha de frente de combate mundial à gripe suina se preparam para o que parece inevitável. Vírus deste tipo é “imprevisível”, considerou a diretora-geral da Organização Mundial de Saúde,Margaret Chan, ao apelar aos países para que ativem planos para uma situação de pandemia.

Nesta quarta-feira(29), a gripe suína causou primeira vítima mortal nos Estados Unidos, um bebé de 23 meses hospitalizado em Houston, Texas, no mesmo dia em que a OMS decidiu subir para cinco numa escala de seis o nível de alerta, considerando iminente e inevitável uma pandemia. .

O nível cinco foi anunciado após uma reunião, em Genebra, no final da qual a diretora-geral da OMS, Margaret Chan, considerou “iminente” uma pandemia de gripe suína. Este é um “vírus novo, muito imprevisível”, salientou. Chan pediu a todos os países que ativem os seus planos para enfrentarem uma situação de pandemia declarada.

Poucos antes da reunião, o professor Keiji Fukuda, o principal especialista da OMS em gripes, explicou que as características do surto apontavam para o seu agravamento com a possível transmissão generalizada entre humanos e situações de contágio em que, perante a rapidez de disseminação do vírus, ninguém estaria imune.

Nos Estados Unidos já vigora o estado de emergência em algumas regiões da Califórnia e do Texas,a responsável pela Segurança Interna, Janet Napolitano, declarou que o país “está preparado desde o início para a passagem ao nível seis”, o momento em que uma pandemia está oficialmente declarada.

O responsável pelo Centro para a Prevenção e Controlo de Doenças, Richard Besser, defendeu o isolamento durante uma semana dos doentes daquela que passou a ser oficialmente designada como a “gripe H1N1 2009”. Besser defendeu que as pessoas da família mais próxima deviam abster-se de irem trabalhar ou frequentarem locais públicos, mas afastou a hipótese de quarentena nas áreas afectadas, considerando esta medida como inútil para enfrentar “uma doença infecciosa como a gripe”.

Algumas escolas no Texas fecharam na quarta-feira e o Presidente Barack Obama sugeriu que todos os estabelecimentos de ensino naqueles estados deviam considerar a hipótese de encerrarem preventivamente as aulas. Obama, que ontem completou 100 dias à frente do governo americano, considerou que a presente situação exige um “máximo de precauções”.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos