abr
30
Postado em 30-04-2009
Arquivado em (Artigos) por bahiaempauta em 30-04-2009 17:14


Salitreiros protestam na Câmara de Juazeiro

GRAZZI BRITO

JUAZEIRO(BA)- Os moradores da fértil , produtiva e cobiçada região do Salitre, em Juazeiro, não gostaram nada do edital do Projeto Salitre divulgado este mês pela CODEVASF – Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba. Por conta disso ocuparam na tarde de terça-feira (28), o canteiro de obras do Projeto. A Codevasf já enviou uma solicitação a Policia Federal pedindo a segurança do local. O clima é de instabilidade na área.

O “Projeto Salitre”, lançado há cerca de um mês em Juazeiro, com a presença do Presidente da Codevasf Orlando Cezar da Costa Castro, é um sonho antigo dos pequenos agricultores daquela região (desde a época do chamado bispo dos oprimidos, D. José Rodrigues) , que parece prsstes a ser concretizado com investimentos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) da ordem de R$ 251,5 milhões.

Através dos critérios estabelecidos pela Codevasf no edital, a aquisição de lotes poderá ser feita por pessoas de outras regiões do estado e mesmo do país com nível de escolaridade e com poder aquisitivo relativamente alto, o que excluiria os pequenos produtores, razão de ser da luta histórica na região.

O edital apresentado privilegia os grandes produtores em detrimento dos produtores familiares e, segundo eles, esse privilégio os impede de adquirir lotes para o desenvolvimento de suas atividades. “Nós vemos a necessidade de discutir uma forma que os salitreiros entrem efetivamente no projeto apresentado e reivindicamos que nessa primeira etapa os 255 lotes sejam disponibilizados para os pequenos produtores”, afirmou a salitreira Eliete Paixão.

ACAMPADOS- Cerca de 500 agricultores familiares e produtores rurais continuam acampados no canteiro de obras do projeto Salitre, no povoado de Lagoa. A mobilização dos salitreiros visa garantir a prioridade no processo licitatório dos lotes. A intenção dos agricultores é manter a ocupação até que se tenha uma posição favorável da Codevasf em detrimento dessas reivindicações.

Apesar de todas as discussões acerca do edital apresentado pela Codevasf para o projeto Salitre ainda não foi feita nenhuma alteração e as inscrições para os lotes terminam na próxima terça-feira , 5 maio.
Exigir nível de escolaridade e um maior poder aquisitivo, no processo de licitação para lotes de irrigação no sertão da Bahia, “é demais!”, reclamam os salitreiros. Para os antigos moradores do vale, isso descaracteriza a proposta de trazer melhorias para o povo do Salitre, como foi tão alardeado pelas autoridades que estiveram na cidade no lançamento do Projeto.
Uma promessa, diga-se de passagem, feita pelo proprio presidente Lula, quando esteve em Juazeiro logo depois de ter sido reeleito Presidente, com votação maciça na região.

Grazzi Brito, jornalista, mora em Juazeiro

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos