abr
29
Posted on 29-04-2009
Filed Under (Artigos) by bahiaempauta on 29-04-2009


Águas sobem e ameaçam Angari

Grazzi Brito

Juazeiro – O bairro Angari, localizado à margem do Rio São Francisco, na parte mais baixa da cidade de Juazeiro, volta a sofrer, como todos os anos, com a cheia do rio, situação agravada nas últimas horas pelo aumento da vazão da Barragem de Sobradinho. O bairro é habitado por pessoas mais carentes, em sua maioria pescadores, que têm no Velho Chico seu sustento de vida e nessa época do ano precisam abandonar suas residências por motivos de segurança.

A Defesa Civil da cidade, esta semana, após ser informada da liberação de um grande volume de água do reservatório de Sobradinho, pela CHESF, o que afetará principalmente o bairro do Angari, entrou novamente em contato com a associação de moradores, orientando para que a população local deixe a área de risco.

A Defesa Civil está alerta e pronta para agir a fim de evitar maiores transtornos. Na tarde desta quarta-feira (29) , voltou a visitar o bairro e notificou mais uma vez os moradores, que resistem em deixar suas casas para não perder seus pertences ou por não ter para onde ir.

Grazzi Brito, jornalista, de Juazeiro (BA)

abr
29
Posted on 29-04-2009
Filed Under (Artigos) by bahiaempauta on 29-04-2009


Neste final de tarde de quarta-feira (29), em que chegam notícias de enchentes e tensão nas margens do Rio São Francisco, com a abertura das comportas da grande barragem, a música para terminar o dia não poderia ser outra: “Sobradinho”, clássico profético da MPB de autoria da dupla de compositores, Sá e Guarabira. O Bahia em Pauta, porém, foi pescar no You Tube a interpretação supreendente e instigante dada à canção pelo conjunto de rock Bikini Cavadão, para oferecer aos seus leitores e ouvintes. Confira.

(Vitor Hugo Soares)

abr
29
Posted on 29-04-2009
Filed Under (Artigos) by bahiaempauta on 29-04-2009


Rodeadouro: centro turístico na rota da cheia

=================================================
Chegou ao nível máximo (100% de armazenamento de água) esta semana, a capacidade do reservatório da Usina Hidrelétrica de Sobradinho, no Rio São Francisco. Com isso, a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), responsável pela operação da usina, está comunicando às autoridades municipais, agricultores e população que vive ás margens do Velho Chico, que será necessário aumentar ainda mais o volume de vazão do rio nesta quarta-feira (29), à jusante da represa.

A Chesf , através da Agência Brasil (do governo federal), informou que ao liberar ainda mais água do reservatório pelas comportas da Barragem de Sobradinho, “algumas comunidades ribeirinhas do município de Juazeiro, na Bahia, poderão ser atingidas”. Sexta-feira passada (24), a chamada vazão de defluência do rio foi elevada de 2 mil para 2,7 mil metros cúbicos por segundo e pode chegar, nas próximas horas, a 4 mil metros cúbicos por segundo.

Segundo o superintendente de Comercialização da Chesf, João Henrique Neto, ”a situação é absolutamente normal. O limite de defluência é de 8 mil [metros cúbicos por segundo]. Estamos na metade. Com esse patamar, a expectativa é que não haja grandes transtornos para a população ribeirinha”, avaliou.

RODEADOURO – O presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do São Francisco, Antonio Thomaz Machado, também acredita que não há risco de grandes inundações para as comunidades que vivem às margens do rio. De acordo com o representante da companhia, há possibilidade de alagamento de duas áreas específicas: o bairro Angari e o complexo turístico da Ilha do Rodeadouro, ambos em Juazeiro, na divisa entre Bahia e Pernambuco. O secretário de Defesa Social do município, Dalmir Pedra, disse que o governo municipal está preparado para agir em caso de inundação, mas que não é possível atuar preventivamente por causa da resistência dos pescadores em deixar o local.

“Os moradores de Angari já foram notificados, mas se recusam a sair. A resistência em deixar o lugar é muito grande. Algumas pessoas já foram até indenizadas para sair do bairro, mas voltaram”, relatou o secretário. Segundo Pedra, alguns pescadores não querem sair da colônia para não perder o direito ao chamado seguro-defeso, benefício repassado pelo governo federal a pescadores durante a piracema, época de reprodução de peixes em que a pesca é proibida.

Esta é a primeira vez, na última década, que as comportas do Lago de Sobradinho, no norte da Bahia, são abertas pela Chesf . O objetivo é evitar inundações acima da barragem em áreas onde não há previsão de enchentes.

(Por Vitor Hugo Soares e Agência Brasil)

abr
29
Posted on 29-04-2009
Filed Under (Artigos) by bahiaempauta on 29-04-2009


Mitermayer, da Fiocruz, à direita (camisa branca)

==============================================

É preciso ficar atento, mas não há razão para pânico, pois tanto o País em geral, quanto a Bahia em particular, têm “uma infra-estrutura razoável para enfrentar a gripe suina”. A afirmativa é do diretor da Fundação Oswaldo Cruz, na Bahia, Mitermayer Galvão dos Reis, feita em entrevista publicada no portal virtual Terra Magazine.

Em conversa com o repórter do TM, Claudio Leal, o pesquisador da Fiocruz pondera que o alarme mundial em torno das últimas epidemias contribuiu para orientar os investimentos em infra-estrutura hospitalar. Para o especialista, o alerta provocado pela gripe aviária ajudou o Ministério da Saúde a precaver o Brasil contra a “gripe suína” e outras “doenças emergentes”.

– Vejo um efeito positivo. Primeiro, a gripe aviária influenciou a orientação do ministério para criar uma infra-estrutura que desse conta. Em Salvador, temos o Hospital Octávio Mangabeira, no bairro do Pau Miúdo, que pode manter o paciente com suspeita de ter a gripe (há um casal que chegou de Miami em observação no hospital baiano, entre os 20 casos sob suspeita médica no País) . Essas mobilizações levam o gestor a se preocupar do ponto de vista estratégico, a se dar conta do que conhecemos e do que não conhecemos – revela Mitermayer ao Terra Magazine.

O Brasil “tem um infra-estrutura razoável” para enfrentar a gripe suína, ressalta o especialista da Fiocruz. Os mexicanos registram mais de 150 mortos. As autoridades sanitárias brasileiras iniciaram a triagem de passageiros oriundos do México, dos Estados Unidos e do Canadá. Cerca de 51 hospitais foram mobilizados pelo Ministério da Saúde; ainda não há casos confirmados no País, apenas suspeitas. “Só não temos um laboratório muito complexo, mas isso só existe em três lugares do mundo”, informa Mitermayer.

Leia a íntegra no Terra Magazine (www.terra.magazine.terra.com.br)

abr
29
Posted on 29-04-2009
Filed Under (Artigos) by bahiaempauta on 29-04-2009


Imagem do desatre/ Tribuna da Bahia
=================================================

Deu no jornal

Em sua edição desta quarta-feira (29) a Tribuna da Bahia, em texto assinado pelo repórter Thiago Pereira, noticia a multa aplicada pelo Instituro de Meio Ambiente (IMA) à Petrobras, como punição pelo mais recente vazamento de óleo da Refinaria Landulpho Alves (Mataripe) com severos danos ao meio ambiente e prejuizos à população  do Recôncavo, no entorno da Baia de Todos os Santos.
——————————–

“O Instituto de Meio Ambiente (IMA), órgão da Secretaria de Meio Ambiente (SEMA), multou a Petrobras em R$ 30 milhões pelo vazamento de óleo da Refinaria Landulfo Alves, em Mataripe.

O vazamento ocorreu no último dia 15 e atingiu as praias localizadas entre Coqueiro Grande e Caípe, no litoral dos municípios de São Francisco do Conde, Madre de Deus e na comunidade de Passé, em Candeias.

O órgão tomou a decisão com base na Lei Estadual nº 10.431, de 20/12/06, e considerou “gravíssima” a infração da estatal”.

Leia mais na Tribuna da Bahia

  • Arquivos