abr
28
Posted on 28-04-2009
Filed Under (Artigos) by bahiaempauta on 28-04-2009


A eternidade de uma Escola
———————————————————
Ainda chorando a partida do imenso Jamelão, sufocada por uma dívida de quase R$ 5 milhões, a mítica escola de samba Estação Primeira de Mangueira, de antigas e profundas ligações com a Bahia, chega aos 81 anos de fundação nesta terça-feira, 28 de abril. Isso atrapalhará os festejos pela data, a começar pelo tradicional baile de gala que não será realizado esta noite, devido a falta de dinheiro, mas a Magueira é forte e resiste.

Na verdade, crise nenhuma é capaz de derrubar um mangueirense de verdade, cujo pensamento hoje é um só: o de que dias melhores virão. Na data de mais um aniversário, integrantes de uma das mais tradicionais e populares escolas do Rio se preparam agora para entrar na chamada era Ivo Meirelles, que tomou posse na presidência da Mangueira durante uma solenidade às 10h. Antes, houve bela Alvorada com a participação da banda do Corpo de Bombeiros e distribuição de chocolates para as crianças da comunidade.

À tarde, já no comando da diretoria, Ivo formalizou um pedido de desculpas para Beth Carvalho e convidou a cantora símbolo da comunidade mangueirense para retornar ao convívio das atividades da Escola, de onde está afastada desde 2007, quando foi impedida de desfilar num carro alegórico. Mas hoje é dia de alegria no morro carioca, dia de cantar parabéns para a escola querida de todos os baianos e brasileiros.

(Vitor Hugo Soares)

abr
28
Posted on 28-04-2009
Filed Under (Artigos) by bahiaempauta on 28-04-2009


Colégio Helyos: orgulho baiano

-==============================================
A região Nordeste emplacou seis escolas no ranking das 50 nelhores do País, de acordo com o resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) nesta terça-feira (28). O colégio Helyos, de Feira de Santana, foi o primeiro da região, ficando em 5º lugar na colocação nacional, com média 76,34.

Mas é o Rio de Janeiro o estado com a melhor escola do País, segundo a classificação do exame do ano passado. O Colégio São Bento, tradicional escola católica da capital fluminense, conquistou a maior pontuação de todo o Brasil, pelo segundo ano consecutivo, com média de 80,5 pontos. Em segundo lugar ficou o Colégio Bernoulli, de Belo Horizonte, com média 77,38.

Das 26.665 escolas de Ensino Médio brasileiras (de acordo com o Censo Escolar), 24.253 tiveram alunos participando do Enem no último ano. O bom resultado entre as escolas públicas tem um ponto em comum: o apoio de universidades. As três escolas públicas que figuram entre as 20 primeiras colocadas em todo o País têm o apoio de instituições de ensino superior federais ou estadual.

No ranking 2008 do ENEM a escola pública melhor colocada é o Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Viçosa (MG), que obteve 76,66 pontos, ficando em terceiro lugar entre todas as escolas do país. O Colégio de Aplicação do Ceará, da Universidade Federal, ficou em 14º lugar, com média de 75,68.

O resultado divulgado hoje revela ainda que a melhor escola estadual do País está no Rio de Janeiro. O Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira, mantido pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), foi o colégio mais bem colocado entre os estaduais, com média 75,11 – ficando na 19º colocação.

A região Sudeste é a que obteve o maior número de escolas nos primeiros lugares. Entre as 50 mais bem colocadas, 40 são da região, sendo 19 do Rio de Janeiro, 11 de Minas Gerais e 10 de São Paulo.

Este dado valoriza mais ainda a vitória do colégio  (particular) Helyos de Feira de Santana, que já havia brilhado intensamente na edição anterior. De parabéns professores, alunos e a cidade baiana de história sempre marcante no campo do ensino.

(Vitor Hugo Soares)

abr
28
Posted on 28-04-2009
Filed Under (Artigos) by bahiaempauta on 28-04-2009


Prefeitos em marcha

==================================================

“A montanha pariu um rato”. Esta expressão clássica, usada em geral para falar de grandes expectativas que se transformam em malogros políticos, talvez seja a mais apropriada para definir a manifestação de prefeitos nesta terça-feira (28), no Centro Administrativo da Bahia. O ato foi organizado a custo elevado (em grana, suor e saliva) com o propósito anunciado de protestar contra a queda no repasse do Fundo de Paticipação dos Municípios (FPM), apontado como responsável pela inércia e a pindaíba atual das prefeituras.

É bem verdade que a manifestação organizada pela União de Prefeituras da Bahia (UPB), conseguiu trazer ao CAB mais de 220 chefes municipais de várias regiões do estado, segundo os registros, entre eles o prefeito da capital, João Henrique Carneiro (PMDB). Para muitos, foi JH “a maior estrela da festa”, chamado para mais de uma dezena de entrevistas de rádios , jornais e TVs , o que também serve para definir com perfeição a dimensão e significado do evento, que provavelmente não irão muito além do jardim do próprio Centro Administrativo. Outro destaque foi o senador Cesar Borges.

No mais foram prefeitos e vereadores em seus automóveis, auxiliares em ônibus e kombis, muita gente trazida de longe e de perto para as claques, para carregar faixas com reivindicações diversas, gritar palavras de ordem contra “a mesquinharia” do governo Lula, jogar no ar indiretas contra a administração de Jaques Wagner. Mas, sobretudo, para chorar misérias das prefeituras, “com tão pouco dinheiro para realizar tanta coisa”, como comentava um integrante da caminhada.

“A mobilização é um momento histórico da política baiana”, exclamou o presidente da UPB, Roberto Maia (PMDB), sob aplausos puxados pelo irmão, deputado Arthur Maia, no auditório da UPB. Depois a marcha seguiu rumo à governadoria, onde seus líderes foram recebidos na porta de entrada pelos secretários de Relações Institucionais, Rui Costa, e de Planejamento, Walter Pinheiro, a quem entregaram as reivindicações, com a preocupação, antes, de assinalar que “a manifestação não tinha conotação político-partidária”. Ah, bom!

O fim, quase melancólico, foi na Assembléia Legislativa, onde, na ausência do presidente Marcelo Nilo (PSDB) , os líderes da manifestação foram recebidos pelo vice, Rogério Andrade. Depois, foi só lavagem de roupa suja entre os organizadores, em busca de culpados pelo fiasco político da manifestação em que apostavam tão alto.

Saldo mais concreto e visível de tudo: o enorme transtorno do engarrafamento nas duas pistas da Avenida Paralela, com prejuizos e aborrecimentos para milhares de pessoas durante mais de três horas.

É pouco, é ruim, mas é alguma coisa para ficar na memória.

(Vitor Hugo Soares)

abr
28
Posted on 28-04-2009
Filed Under (Artigos) by bahiaempauta on 28-04-2009


Lambert,o ídolo americano
————————————————————–

CRÕNICA DA FAMA

AS DUAS FACES DO TALENTO

Regina Soares

Já sabemos que não devemos julgar um livro pela capa. Nem tampouco podemos avaliar um bom talento pela primeira mostra. No momento, a rede eletrônica, assim como os outros meios de comunicação, estão sendo accessados a mil por hora com o aparecimento de Susan Boyle (Britain’s Got Talent) na Inglaterra e de Adam Lambert (American Idol) nos Estados Unidos da América.

Na procura de novos talentos, tão escasso nos nossos dias, os dois programas que nada mais são senão uns sofisticados e complicados “Programas de Calouros” ouvem milhares de candidatos nas duas partes do mundo. É uma tremenda maratona que rende muito dinheiro e fortuna para o felizardo vencedor e seus patrocinadores.

Simon Cowell, citado até pelo presidente Obama em uma de suas entrevistas, é o produtor e “juiz durão”, uma personalidade da televisão Inglesa muito famoso tanto no Reino Unido quanto nos EUA onde produz vários shows de TV, como o Pop Idol, American Idol, The X Factor, e Britain’s Got Talent. É também proprietário da companhia de produção de musica e TV Syco. Tem um caráter arrogante de “dono da verdade” acostumado a enfrentar os concorrentes com um ácido e controverso criticismo acerca de suas habilidades musicais, e o “Dono do Show”.

Nessa temporada de 2009, dois competidores se sobressairam da noite para o dia, uma, Susan Boyle, http://talent.itv.com/videos/video/item_200081.htm, fazendo muito alarido por ser “o patinho feio com voz de anjo” e outro, Adam Lambert, http://www.americanidol.com/contestants/season_8/adam_lambert/?gclid=CKXvkqGRkJoCFQ9JagodLz7_LQ , – não tão conhecido, pois ainda disputa com mais quatro fortes candidatos o primeiro lugar no Américan Idol, – jovem de 26 anos agraciado com a beleza física, o carisma e uma voz e interpretação únicas, vejam no www.youtube.com seus videos.

Susan Boyle(1 de Abril, 1961) nasceu na Escócia, cantora de igreja, abalou a opinião publica não só por sua voz angelical mas pela combinação dessa voz com a imagem arcaica e descuidada de uma senhora solitária e com problemas de desenvolvimento, que, no entanto guardava um grande sonho como o da canção que cantou no dia 11 de Abril, “I Dreamed a Dream” da peça Les Misérables. Antes de começar a cantar tanto a audiência quanto os juízes demonstraram desinteresse e até ironizaram de sua aparência, tiveram que reconhecer, ao final de sua apresentação, as suas qualidades vocais e ela ficou conhecida como “a mulher que calou Simon Cowell”.

Adam Lambert (29 de Janeiro, 1982) nasceu em San Diego, California, reside em Los Angeles, é atualmente um dos finalistas da oitava serie do American Idol. Desde a idade de 10 anos, demonstrou talento para a arte e já participou de varias peças de teatro. Ao contrário da cantora Inglesa, Adam agrada logo de chegada, tem uma presença física, um carisma, um frescor jovem misturado com um certo mistério e atrevimento e, ainda por cima, uma voz que se manifesta imaculada a cada interpretação. Cada semana ele se reinventa, eletrificando o auditório com sua voz aguda capaz de ir do mais alto ao mais baixo tom “Rocking the House”, ou melodicamente dando uma nova roupagem a músicas consagradas, como quando interpretou “The Tracks of My Tears”, levando Simon Cowell e o autor da música, Smokey Robinson, a aplaudir de pé.

Devo dizer que geralmente não me dedico a assistir estes shows, acho o processo de escolha muito longo, aqui se assemelha as primárias para eleição presidencial, vão de Estado a Estado eliminando candidatos até chegarem a Hollywood, onde se desenvolve a fase final. Minha neta me chamou a atenção para o Adam e já não pude me desgrudar da telinha.
De vez enquando alguém aparece para aquecer nossos corações e nos trazer de volta a juventude, ainda que já estejamos na casa dos 60…

Quando soube do “bafafá” que a Susan provocou com sua apresentação fiquei me perguntando, que vão fazer quando descobrirem o Adam?

Regina Soares, advogada, mora em Belmont, na área da baia de San Francisco (Califórnia-EUA).

abr
28
Posted on 28-04-2009
Filed Under (Artigos) by bahiaempauta on 28-04-2009


Freiras mexicanas/Tribuna da Bahia

Deu no jornal

Em sua edição on-line desta terça-feira (28) o jornal Tribuna da Bahia
noticia o primeiro caso suspeito da chegada da gripe suina a Salvador, através de um passageiro de vôo procedente de Miami, nos Estados Unidos, que desembarcou no aeroporto com sintomas da doença. Alexandre Magno, 40 anos, foi internado em uma clínica especializada em doenças pulmonares e está em isolamento para avaliações.

Leia notícia completa, assinada pela repórter Karoline Meira, na Tribuna da Bahia On-line (http://www.digita.com.br/tribunadabahia/news)

abr
28
Posted on 28-04-2009
Filed Under (Artigos) by bahiaempauta on 28-04-2009


Más lembranças em Nova Iorque
————————————————————

Tudo não passou de um grande susto, mas a Casa Branca se viu obrigada a pedir desculpas, públicamente, pelo sobrevôo de um Boeing 747 -muito parecido com o avião presidencial Air Force One- escoltado por dois aviões de combate F-16, sobre o Río Hudson, por alguns momentos a alturas inferiores às de alguns edifícios em Manhattan. O fato deixou a população de New York em pânico nesta segunda-feira (27), temerosa da repetição da tragédia do 11 de Setembro de 2001.

“Todo mundo entrou em pânico”, disse Daisy Cooper, empregada do grupo financeiro Merrill Lynch, em declarações à rede de televisão NBC. “Todos estavam gritando. Descemos correndo pelas escadarias. Estou devastada. Todos estavam correndo. Não sabiamos porque corríamos, só sabíamos que era um avião e dissemos: “é o 11-S de novo”.

Michael Bloomberg, prefeito de Nova Iorque, expresou sua contrariedade por não ter sido informado sobre o fato, apesar de que a Força Aérea e a Administração Federal de Aviação indicaram que a Polícía local foi colocada previamente a par dos planos de sobrevôo sobre o Hudson, para que fossem feitas fotografias da Estátua da Liberdade, por solicitação da Casa Branca.

Em setembro de 2001, dois aviões pilotados por atacantes suicidas foram jogados sobre as Torres Gêmeas de Nova Iorque, deixando milhares de mortos. O trauma da grande tragédia permanece vivo na memória dos americanos, como o pânico desta segunda-feira deixou evidente.

(Vitor Hugo Soares ,com agências e diários americanos)

  • Arquivos