abr
22
Postado em 22-04-2009
Arquivado em (Artigos) por bahiaempauta em 22-04-2009 00:07

A MÚSICA DO DIA

———————————————————————

CRÔNICA DE ANIVERSÁRIO

Regina Soares

Dizem que para saber o que se tem, basta perder. Ou se afastar, digo eu.

O Brasil é parte do que sou, senão o que sou, pois ser brasileira nunca deixou de ser expressado em tudo que faço, digo, penso, como, sonho. Já tenho mais tempo morando no exterior do que o tempo que vivi no Brasil. Adicionei outra nacionalidade na minha documentação, mais o que eu sou mesmo é BRASILEIRA.

Uma coisa que todos nós sentimos de parte das pessoas que não nasceram no nosso Pais é a admiração evidente por ele. Não só pela nossa musica, mundialmente reconhecida e degustada; nossas riquezas naturais, indescutivelmente abundantes e deslumbrantes; os produtos que exportamos com orgulho para o mundo todo e em diversos níveis; nosso futebol, nosso café, etc… mas, principalmente, pelo nosso POVO, lutador, agradável, amável, generoso, hospitaleiro, autenticamente garboso e alegre.

Eu sei que não somos perfeitos, ninguém é, nenhum Pais é. Mas, posso apostar: se você sair perguntando a qualquer pessoa por ai que pisa nesse solo quente e encara o dia a dia nesse nosso Brasil se gostaria de estar em outro lugar, a resposta é não. A gente sempre dá um jeitinho, de botar água no feijão, puxar a cadeira para um papo, abrir os braços para um abraço seja a quem for, se enfeitar e dançar um sambinha, de quebrar um galho e ir levando…

Hoje, 22 de abril, é dia de aniversário do Brasil. Portanto, mais do que a hora certa de começar o nosso dia cantando e refletindo sobre o que podemos fazer, como brasileiros, em qualquer lugar que estejamos, para que esse nosso amado País seja o que sonhamos e que acredito será, porque pra mim, o Brasil tem jeito, sim senhor!

Regina Soares, advogada, mora em Belmont, na área da Baia de San Francisco (EUA).

Be Sociable, Share!

Comentários

Marcelo Bezerra on 23 Abril, 2009 at 11:16 #

Li seu artigo em referência ao aniversário de Brasília e como sou nascido e criado aqui, sou suspeito em elogiar esta cidade.
Brasília tem problemas igual a qualquer cidade grande e não é só por ser a Capital que pode ser intitulada de “Ilha da Fantasia”. Claro que essa pecha se dá por outros motivos, mas todos que querem depreciá-la a utilizam, sendo que não admitem (ou não querem admitir) que aqueles que fizeram esta cidade ter essa alcunha, incontestavelmente, são oriundos de outros estados da federação.
Gostei muito do que você escreveu e essa “jovem senhora” que ontem completou 49 anos tem muito ainda a oferecer. Óbvio que não posso e não quero comparar épocas, mas o que era o Rio de Janeiro, São Paulo e tantas outras megalópoles quando completaram a mesma idade? Ou seja, Brasília, como você disse, depende do olhar de quem a vê. E torno a repetir, sou demais suspeito em falar, mas nossa cidade tem diversão sim. Nossa cidade não é tediosa. Será que aqueles que dizem isso procuram divertir-se no lugar certo? Será que eles não são tediosos pela própria natureza?
Realmente, você foi muito feliz quando fez a colocação do “olhar”, pois como tudo na vida, as coisas não desenvolvem por elas mesmas e sim por aquilo que podemos fazer para torná-las melhor. Brasília está, cada vez mais, de braços abertos para receber povos de todos os lugares e com isso, encher-nos de uma diversidade cultural e racial digna da verdadeira democracia e do verdadeiro espírito Cristão que tanto desejamos.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos