abr
06
Postado em 06-04-2009
Arquivado em (Artigos) por bahiaempauta em 06-04-2009 13:47

Vítimas aumentam em Áquila

É trágica e caótica a situação na região central da Italia, atingida na madrugada desta segunda-feira (06) por um terremoto de intensidade 5,8 na escala Richter. O balanço atual dá conta de pelo menos 150 pessoas mortas, 1. 500 feridos (alguns com extrema gravidade) e cerca de 100 mil desalojados de suas casas atingidas pelo sismo, de acordo com informações de fontes das equipes de socorro e agencias de notícias européias.

A pouco mais de 100 quilômetros de Roma, bela e histórica capital Italiana -onde fica também o Vaticano, sede da Igreja Católica – a vila de Arischia, entre as regiões de Lácio e Abruzzo, epicentro do terremoto desta madrugada, sofreu a derrocada de vários edifícios, o que provocou a maioria dos casos de morte na tragédia que já mobiliza o governo da Itália e de vários países do mundo na ajuda à população atingida. A previsão, infelizmente, é que os números do desastre natural tende a aumentar nas próximas horas à medida que os grupos de salvamento alcancem todas as áreas atingidas.

O ministro do Interior, Roberto Maroni,  disse temer que o sismo tenha causado a morte de 100 a 150 pessoas (último número já confirmado). A equipa de socorristas acredita que, quando for feito o balanço oficial, os números da tragédia vão aumentar. De acordo com as principais agencias de notícias européias, as vítimas mortais, assim como as pessoas que se encontram ainda desaparecidas, eram residentes em Aquila. Não se conhece até aqui a existência de brasileiros entre as vítimas.

A agência noticiosa italiana, ANSA, informou que a população tem ajudado aos grupos de socorro, na tentativa de resgatar pessoas que se encontram sob os escombros ou que estão sem poder deixar suas habitações. Alguns relatos locais indicam que a igreja, várias casas do centro histórico e uma residência universitária ruíram com o sismo. O primeiro-ministro, Silvio Berlusconi, já declarou estado de emergência em razão do terremoto que abalou a região montanhosa de Abruzzi. Segundo a agência francesa EFE , Berlusconi também cancelou a visita oficial a Moscou, que deveria iniciar nesta segunda-feira. O terremoto foi sentido também com intensidade na capital italiana, por volta da 03:30h da madrugada (horário local), o que levou à rua centenas de pessoas em pânico. Segundo os dados do National Earthquake Information Center norte-americano, especializado em sismos, o tremor de terra teve o seu epicentro a 95 quilômetros de Roma.

(Vitor Hugo Soares, com agências européias de notícias)

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos