mar
29
Postado em 29-03-2009
Arquivado em (Artigos) por bahiaempauta em 29-03-2009 14:19

SALVADOR: 460 ANOS

Jomard: o mais baiano dos poetas pernambucanos

A seguir um poema do pernambucano Jomard Muniz de Brito. Tudo a ver com a a Bahia , Salvador e a data que hoje se comemora. Jomard está ligado de corpo e espírito à cidade da Bahia de longa data, desde a época de Glauber Rocha (seu grande amigo pessoal) e dos tempos pioneiros da Jornada de Cinema da Bahia, de Guido Araújo. Poeta, cineasta, autor do clássico livro “Do Modernismo à Bossa Nova”, uma das bíblias sagradas de Capinam, Gilberto Gil e Caetano Veloso no tempo do Tropicalismo, Jomard Muniz de Brito é tudo de bom. Gente, principalmente. ( Vitor Hugo Soares)

Uma qualquer Recife

“Uma qualquer Recife cidade sitiada
é a escuta PSI,
a escritura psiu de seus arquitetos da mais sutil
urbanidade ao redor dos favores
da SANTA CASA DE MISERICÓRDIA.
Restauram apenas fachadas em cores vivas,
reinventando a cidade-cartão-postal-global
em sua dignidade tão degradante, sufocada,
turismo mimético do Pelourinho e advertências.
Uma cidade, além das dúvidas e suspeições,
é o conjunto de seus buracos. Imanentes e
galácticos. Cartesianos e dionisíacos.
Gilbertianos por todos os séculos”.

Jomard Muniz de Brito

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Março 2009
    S T Q Q S S D
    « fev   abr »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031