mar
13
Postado em 13-03-2009
Arquivado em (Artigos) por bahiaempauta em 13-03-2009 01:08

Rosane Santana

( De Boston-EUA) – Dificuldades econômicas de toda ordem, agravadas pela crise financeira nos Estados Unidos, estão provocando um colapso generalizado na midia americana, de um extremo a outro do pais, da Filadelfia a California, onde os trabalhadores fecharam acordo com empresas de jornalismo abrindo mão de beneficios como férias. Espécie de efeito dominó atinge os jornais, alguns centenários, que já fecharam as portas ou estão na iminencia de faze-lo, segundo informação de capa do The New York Times desta quinta-feira 12 de marco, sob titulo “As Cities Go From Two Papers to One, Some Talk of Zero” (Como cidades vão de dois jornais para um, alguns falam de zero).

Diz o The New York Times, o mais importante jornal americano e um dos mais atingidos pela crise, que niguém sabe qual sera a primeira cidade sem um grande jornal, mas que existem candidatas em todo o país. Do mesmo grupo empresarial, as publicações The Washington Post, que empregava cerca de 900 jornalistas há seis anos e agora tem menos de 700, e The Boston Globe, tambem estão atuando no vermelho. The Los Angels Times que emprega ainda o maior numero de profissionais, cerca de 600, chegou a possuir o dobro nos anos 90.

A Gannett Company, a maior editora de jornais dos EUA eliminou mais de 8.300 postos de trabalho nos últimos dois anos, o que significa 22% do total. Para sobreviver, muitos jornais estão simplesmente cortando cadernos inteiros de suas edições. A circulação de jornais impressos nos EUA caiu dos 62 milhões há duas decadas, para 49 milhões atualmente. Enquanto isso, o webjornalismo tem ganho leitores numa velocidade impressionante. Quase 75 milhões, em janeiro e 3.7 bilhões de page views, de acordo com o jornal.

Ainda segundo o NYTimes, o diretor de jornalismo interativo da Universidade de Nova York, Jeff Jarvis, disse que a morte dos jornais impressos deve resultar numa explosão de pequenas fontes de notícias on line, menos politizadas, mas competitivas, encerrando um ciclo onde jornais detiveram monopólio por muito tempo.

Rosane Santana é jornalista

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Março 2009
    S T Q Q S S D
    « fev   abr »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031