mar
12
Posted on 12-03-2009
Filed Under (Artigos) by bahiaempauta on 12-03-2009

Nem tudo está perdido: O Supremo Tribunal Federal acaba a de rejeitar um pedido de liminar feito pela Confederação Nacional do Sistema Financeiro (Consif) para suspender o andamento dos processos que tramitam na Justiça, nos quais correntistas de contas de poupança cobram pagamento de prejuízos decorrentes de planos econômicos. A ação liminar foi julgada pelo ministro Ricardo Lewandowski.
Na ação, a Consif pede que sejam considerados válidos os planos econômicos Bresser, Verão, Collor I e Collor II, lançados no final da década de 80 e início dos anos 90. São ao todo mais de 500 mil ações movidas por correntistas que cobram supostos prejuízos decorrentes desses planos econômicos, segundo informa, em seu espaço de Ultimas Notícias, o site do IG ( http://www.ig.com.br ).
Nas estimativas da Consif, as instituições financeiras podem perder até R$ 100 bilhões se os correntistas vencerem a disputa judicial. “Estamos atravessando uma crise financeira internacional que pode atingir o nosso País”, ressaltaram os advogados na defesa da ação, o ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos, Arnoldo Wald e Sérgio Bermudes.

Mas ao rejeitar o pedido, o ministro Lewandowski afirmou em sua decisão que durante todo esse período os bancos renderam muito bem. “De acordo com informações disponíveis na página eletrônica da Febraban (Federação Brasileira de Bancos) o patrimônio líquido do sistema bancário brasileiro, entre 1995 e 2006, ano em que a Consif afirma que se intensificaram os processos judiciais sob exame no STF, passou de R$ 58,837 bilhões para R$ 186,240 bilhões. Já entre 2006 e 2008, último balanço divulgado por aquela fonte, esse valor foi ampliado para R$ 283,796 bilhões”, afirmou o ministro. Enfim, uma luz no fim do túnel.

(Por: Vitor Hugo Soares )

mar
12
Posted on 12-03-2009
Filed Under (Artigos) by bahiaempauta on 12-03-2009

Enquanto cai a venda dos jornais impressos nos EUA, jogando as empresas e os profissionais em um tsunami de incertezas, a visita aos sites de prestigiosas publicacoes sobe. Em 2007, a circulação diária do The New York Times, caiu 3.6%, enquanto subiu 6% o numero de visitações em seu site; o Los Angels Times, versão impressa, teve uma queda de circulação da ordem de 5.2%, mas, em compensão, os acessos a sua pagina na Web subiram 73%;The Wall Street, entre os grandes jornais, teve tambem uma subida mais expressiva, 34% , na versao on line, embora sem informação quanto a perda de circulação na versão paper, e The Washington Post, muito em função da obamania, viu seus acessos, através da Internet, crescerem 12%. As informações são da Revista Time.

Jornalista Rosane Santana, de Boston (EUA

mar
12
Posted on 12-03-2009
Filed Under (Artigos) by bahiaempauta on 12-03-2009

Milton: capa da agenda do Carnegie

Da jornalista Rosane Santana:

“Acabo de receber a agenda do Carnegie Hall 2009/2010, casa de espetáculos de Nova Iorque da qual tornei-me sócia depois de assistir, ano passado, o show de João Gilberto, comemorativo dos 50 anos da Bossa Nova. Milton Nascimento, com show marcado para o dia 18 de novembro deste ano, é capa da publicação, que traz uma infinidade de shows, do pop ao clássico, com artistas de todo o mundo, a preços, ao contrário do que possa parecer, bastante acessíveis. Menos celebrado do que João, que junto com Jobim são os dois músicos brasileiros mais respeitados no mercado de jazz americano, Milton também tem espaço garantido junto ao público americano mais antenado, sobretudo quando canta Bossa Nova, música frequentemente executada em radios dos EUA. Um luxo”.

Rosane Santana, jornalista, mora em Boston (EUA)

mar
12
Posted on 12-03-2009
Filed Under (Artigos) by bahiaempauta on 12-03-2009


Hoje a música para começar o dia é “Back ol Black”, na voz de Amy Winehouse, esta atualissima e polêmica cantora da Inglaterra – mais correto talvez fosse dizer do bairro londrino de Candem Town, um dos berços da contracultura -, sem parâmetros comparativos que não sejam os das grandes divas do jazz americano, tipo Billie Holliday, ou Ellis Regina, na MPB, para citar apenas duas das maiores de todas. Amy, atormentada em seus labirintos pessoais, anda meio desaparecida ultimamente. Esperamos que não demore a retornar aos palcos e às ruas de Londres ou, quem sabe, resolva dar uma passada pelas bandas de cá para nos encantar com suas interpretações e mexer com a pasmaceira geral.
(Por Vitor Hugo Soares)

  • Arquivos

  • Março 2009
    S T Q Q S S D
    « fev   abr »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031