mar
09
Postado em 09-03-2009
Arquivado em (Artigos) por bahiaempauta em 09-03-2009 16:09

A atuação do atacante Ronaldo, principalmente o gol de cabeça marcado pelo Fenômeno no empate de 1 a 1 no clássico de ontem, entre Corintians e Palmeiras – o grande assunto do dia na imprensa esportiva brasileira do Iapoque ao Chuí – segue dando pano pra manga também na mídia internacional. De maneira quase unânime, o golaço do atacante corintiano já na fase de descontos da partida, foi apontado pelos jornais e sites on-line internacionais, principalmente os europeus, como o começo da redenção do atacante brasileiro que levou mais de um ano afastado dos gramados para curar-se de sua última e grave contusão no futebol italiano.

A pontada de menosprezo, e de ciúmes, veio da América Latina. O jornal argentino de esportes e humor “OLÉ” preferiu ironizar a atuação do “Gordito”, como assinala notícia da UOL, ao dar mais destaque ao desabamento do alambrado do estádio de Presidente Prudente, na comemoração de Ronaldo e seus companheiro com a torcida, que as belas jogadas do atacante na partida. Segundo o site do diário portenho, o peso do atacante segue sendo “um segredo de estado”.

O jornal espanhol Marca, no entanto, ressalta a atuação de Ronaldo. Em destaque ,na página principal de sua edição on-line, a matéria sobre o jogador já contava antes do meio dia de hoje (horário do Brasil) com mais de 50 comentários de internautas, a maioria deles é favorável ao jogador do Corinthians. O italiano La Gazzetta dello Sport também abriu espaço para o empate do Corinthians, graças ao gol do Fenômeno, segundo a UOL. A notícia foi publicada logo após o clássico e ocupou o espaço mais nobre do site. Até mesmo jornais de países pelos quais Ronaldo não passou, a exemplo de Portugal, se renderam ao primeiro gol de Fenômeno pelo Corinthians. (Leia mais sobre Ronaldo no site da UOL: http://esportes.uol.com.br).

Por Vitor Hugo Soares

Be Sociable, Share!

Comentários

Gilson Nogueira on 9 Março, 2009 at 21:39 #

Com o microfone em punho, esperando a brecha para encaixar sua pergunta, em meio a uma dezena de repórteres de emissoras de rádio e televisão, ela descobre o canto, chuta e faz um gol de inteligência no jornalismo esportivo: “ Você se considera um predestinado? ”
Foi mais ou menos isso o que ouvi. Ronaldo responde, com elegância, como se tivesse autorização de uma entidade divina para dizer que sim. Seus olhos brilham e giram como um farol buscando orientá-lo naquele mar de emoções.
Outras perguntas de outros repórteres se sucedem e a jovem desaparece, no enquadramento da tela da minha TV.
Ficou na lembrança, contudo, mais que seu belo rosto, a contribuição que ela deu ao acervo dos bons momentos da reportagem feita por essa nova geração de jornalistas das editorias de esporte da mídia nacional.
A intervenção da jovem morena de cabelos negros, no instante preciso, determinante, mesmo, para o êxito de sua missão, de seu gol de talento, ao sentir, de perto, o pulsar de coração de Ronaldo, serviu para me fazer proclamar que, como aconteceu com Pelé, dentro de campo, o Fenômeno também faz tabelinha com Deus.
Gilson Nogueira


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Março 2009
    S T Q Q S S D
    « fev   abr »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031